Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Ciências de Enfermagem >
CE - Posters em Encontros Científicos Nacionais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7677

Título: Identificação de limitação para o exercício e atividades de vida diária em doentes com dpoc
Autor: Martins, Matilde
Silva, Norberto
Correia, Teresa
Palavras-chave: DPOC
Execício fisico
Atividades de vida diária
Capacidade funcional
Issue Date: 2012
Editora: Escola Superior de Saúde, Instituto Politécnico de Bragança
Citação: Martins, Matilde; Silva, Norberto; Correia, Teresa (2012) – Identificação de limitação para o exercício e atividades de vida diária em doentes com dpoc. In I.º Congresso de Cuidados Continuados da Unidade de Longa Duração e Manutenção de Santa Maria Maior: Dilemas Atuais e Desafios Futuros. Miranda do Douro
Resumo: A Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) é uma doença caracterizada pela limitação do fluxo aéreo que não é totalmente reversível. A limitação do fluxo aéreo é geralmente progressiva e está associada a uma resposta inflamatória anormal dos pulmões a partículas ou gases nocivos, causada principalmante pelo tabagismo. A DPOC é descrita como uma doença com consequências sistémicas, com perda progressiva da condição física e da força muscular, que associadas à dispneia gera nestes doentes importantes limitações na capacidade funcional. A capacidade funcional é definida como a tolerância ou a capacidade de uma pessoa para realizar determinada atividade, seja esta uma atividade desportiva ou de vida diária. Analisar a capacidade funcional em doentes em doentes com diagnóstico de Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) e identificar limitação para o exercício e actividades de vida diária nestes doentes. Foram avaliados 31 doentes, seguidos na consulta de pneumologia do Centro Hospitalar Nordeste -. Unidade de Bragança, com idades compreendidas entre 52 e 79 anos. Os critérios de inclusão foram: ter diagnóstico de DPOC, ter realizado prova de marcha de seis minutos e ter realizado espirometria. A Informação foi obtida recorrendo aos registos informatizados da prova de marcha e do teste de espirometria, realizados entre 1 Janeiro de 2009 a 1 de Maio de 2010, por uma técnica de cardiopneumologia. A recolha de dados foi realizada durante uma semana no Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar do Nordeste, após as 18 horas, por uma das investigadoras, que introduziu e codificou em base de dados do programa SPSS®. Dos 31 doentes avaliados 22 eram do género masculino e 9 feminino, com uma média de idade de 68,8 anos, 16 eram ex-fumadores e 1 fumador activo, verificando-se uma diferença estatisticamente significativa nos hábitos tabágicos e o género (p> 0,00), o Índice Médio de Massa Corporal foi de 27,12 Kg/cm2 +/- 4,3 Kg/cm 2. Percorreram em média uma distância de 344m, variando entre o mínimo de 45m e máximo de 595m. A média do Volume Expiratório Máximo (VEMS) ao 1º segundo nos homens foi de 72,6% e nas mulheres foi de 47,1% apresentando uma média total de 52,23% +/-20,4%. Dos 31 participantes 17 apresentavam um grau de obstrução grave, sendo 13 dos homens. Tiveram necessidade de interromper a prova 7 pessoas. Os valores de Saturação Arterial de Oxigénio variaram entre 81 e 96%. Cerca de 58% não necessitou de Oxigénio no início da prova e no final aproximadamente 75% necessitou. A percepção média que os doentes tem da sua dificuldade respiratória, antes e após a prova de marcha, foi maior nos homens do que nas mulheres 2,64 e 4,55 nos homens e e 1,66 e 3,5 nas mulheres respectivamente. No nosso estudo os doentes com DPOC percorreram uma média de 344 metros o que sugere uma limitação para o exercício físico e para as actividades de vida diária. O género masculino evidenciou maior grau de obstrução e média de percepção de dispneia antes da prova de marcha mais elevada. O exercício e as actividades de vida diária em doentes com DPOC devem ser feito de forma individualizada tendo em conta as suas limitações funcionais.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7677
Versão do Editor: portal.ipb.pt/pls/portal/etcuser.essa.mostra_anexo?vid_anexo...
Appears in Collections:CE - Posters em Encontros Científicos Nacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DPOC CCC Miranda 2012 [Modo de Compatibilidade].pdf153,51 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia