Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciências Sociais e Exactas >
CSE - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6758

Título: Identidade de autoria e abordagens à escrita: percepção dos alunos do ensino superior em mobilidade internacional
Autor: Marques, Marília
Ribeiro, Maria Isabel
Bento, António
Fernandes, António
Palavras-chave: Competências de escrita
Ensino Superior
Estudantes
Issue Date: 2012
Citação: Marques, M.; Ribeiro, M.; Bento, A.; Fernandes, A. (2012) - Identidade de autoria e abordagens à escrita: percepção dos alunos do ensino superior em mobilidade internacional. In 8 Congreso Internacional de Educación Superior “Universidad 2012” Havana. ISBN 9789591614346
Resumo: Introdução: Investigações recentes têm dado conta da necessidade de informar e intervir junto dos estudantes do ensino superior para reduzir o plágio não intencional e melhorar a identidade de sentido de autoria dos alunos (Pittam et. al, 2009; Kinder, 2011). Objectivos: Analisar as percepções e competências relativas à escrita académica de estudantes em mobilidade internacional. Método: Foi desenvolvido um estudo quantitativo, transversal com uma amostra, probabilística aleatória simples, constituída por 73 alunos do ensino superior em mobilidade internacional de um total de 210 estudantes. O instrumento utilizado na recolha dos dados foi o SAQ (Student Authorship Questionnaire) desenvolvido por Pittam et al. (2009). Amostra: Da totalidade de estudantes que participaram nesta investigação, 19 (26%) eram originários do Brasil, 22 (30,1%) da China e 32 (43,8%) eram provenientes de um país Europeu. Do total de respondentes, 40 eram do género feminino (54,8%) e 33 eram do género masculino (41,2%). Tinham idades compreendidas entre os 19 e os 38 anos com uma média de idades de 21,9 (DP±2,7). Havia 66 alunos a frequentar o 1º ciclo (90,4%) e 7 a frequentar o 2º ciclo (9,6%). Conclusões/resultados: Tendo em conta os valores médios registados nas seis escalas do SAQ pode concluir-se que os estudantes manifestam uma atitude positiva face à escrita, com sentido de autoria moderado e risco de plágio intencional reduzido. Comparando os valores médios registados nas seis escalas do SAQ, tendo em conta o género, não se registaram diferenças, estatisticamente, significativas. Já, no que diz respeito às classes etárias, registaram-se diferenças na escala “top-down”. Tendo em conta a origem geográfica dos estudantes, os resultados do teste da ANOVA One-Way, comprovaram existir diferenças, estatisticamente, significativas nas escalas “confiança na escrita”, “abordagem à escrita top-down”, “abordagem à escrita bottom-up” e “abordagem à escrita pragmática”.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/6758
ISBN: 9789591614346
Appears in Collections:CSE - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Competências_Escrita_Cuba_erasmus.pdf108,85 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE