Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciências Sociais e Exactas >
CSE - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6758

Título: Identidade de autoria e abordagens à escrita: percepção dos alunos do ensino superior em mobilidade internacional
Autor: Marques, Marília
Ribeiro, Maria Isabel
Bento, António
Fernandes, António
Palavras-chave: Competências de escrita
Ensino Superior
Estudantes
Issue Date: 2012
Citação: Marques, M.; Ribeiro, M.; Bento, A.; Fernandes, A. (2012) - Identidade de autoria e abordagens à escrita: percepção dos alunos do ensino superior em mobilidade internacional. In 8 Congreso Internacional de Educación Superior “Universidad 2012” Havana. ISBN 9789591614346
Resumo: Introdução: Investigações recentes têm dado conta da necessidade de informar e intervir junto dos estudantes do ensino superior para reduzir o plágio não intencional e melhorar a identidade de sentido de autoria dos alunos (Pittam et. al, 2009; Kinder, 2011). Objectivos: Analisar as percepções e competências relativas à escrita académica de estudantes em mobilidade internacional. Método: Foi desenvolvido um estudo quantitativo, transversal com uma amostra, probabilística aleatória simples, constituída por 73 alunos do ensino superior em mobilidade internacional de um total de 210 estudantes. O instrumento utilizado na recolha dos dados foi o SAQ (Student Authorship Questionnaire) desenvolvido por Pittam et al. (2009). Amostra: Da totalidade de estudantes que participaram nesta investigação, 19 (26%) eram originários do Brasil, 22 (30,1%) da China e 32 (43,8%) eram provenientes de um país Europeu. Do total de respondentes, 40 eram do género feminino (54,8%) e 33 eram do género masculino (41,2%). Tinham idades compreendidas entre os 19 e os 38 anos com uma média de idades de 21,9 (DP±2,7). Havia 66 alunos a frequentar o 1º ciclo (90,4%) e 7 a frequentar o 2º ciclo (9,6%). Conclusões/resultados: Tendo em conta os valores médios registados nas seis escalas do SAQ pode concluir-se que os estudantes manifestam uma atitude positiva face à escrita, com sentido de autoria moderado e risco de plágio intencional reduzido. Comparando os valores médios registados nas seis escalas do SAQ, tendo em conta o género, não se registaram diferenças, estatisticamente, significativas. Já, no que diz respeito às classes etárias, registaram-se diferenças na escala “top-down”. Tendo em conta a origem geográfica dos estudantes, os resultados do teste da ANOVA One-Way, comprovaram existir diferenças, estatisticamente, significativas nas escalas “confiança na escrita”, “abordagem à escrita top-down”, “abordagem à escrita bottom-up” e “abordagem à escrita pragmática”.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/6758
ISBN: 9789591614346
Appears in Collections:CSE - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Competências_Escrita_Cuba_erasmus.pdf108,85 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia