Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/8286
Título: Acidentes de trabalho nos enfermeiros portugueses
Autor: Martins, Matilde
Correia, Teresa
Palavras-chave: Acidentes de trabalho
Enfermeiros
Riscos ocupacionais
Hospital
Data: 2012
Editora: Associação Portuguesa de Enfermeiros
Citação: Martins, Matilde; Correia, Teresa (2012) – Acidentes de trabalho nos enfermeiros portugueses. In 12ª Conferencia Internacional de Investigação de Enfermagem. Enfermagem Baseada na Evidência: Estratégias de Investigação. Lisboa
Resumo: Os enfermeiros que trabalham nos hospitais estão expostos a muitos riscos que culminam em elevadas taxas de ocorrência de acidentes de trabalho. Problema de investigação: Caracterizar os acidentes de trabalho nos enfermeiros. Participantes: Participaram 1716 enfermeiros que tiveram acidente de trabalho notificado entre 2000-2010 em cinco hospitais portugueses. A informação foi obtida através do registo dos inquéritos, anónimos, de notificação dos acidentes de trabalho. Recolha e Análise de dados: A recolha de dados foi realizada após autorização dos Conselhos de Administração durante o ano de 2011. Os dados foram analisados em programa informático SPSS®. Os enfermeiros notificaram 1716 acidentes de trabalho, correspondendo a 44,4% do total dos acidentes notificados. A maior prevalência verificou-se no género feminino (85,5%), no grupo etário 18-29 anos (42,4%), com tempo de serviço superior a 10 anos (40,3%) e a praticar horário por turnos (85,5%). A picada por agulha foi a causa mais frequente (51,9%), seguida das quedas (13,4%) e dos esforços excessivos (12,4%). A sinistralidade foi maior nos serviços de medicina (19,2%), no primeiro dia de trabalho (34%) e nas três primeiras horas (47,3%). Em média os acidentes ocorreram às 12,4 horas. Atingiram os membros superiores (65,6%) e resultaram em ferimentos (68,4%). Os dados revelam que os acidentes de trabalho nos enfermeiros são maioritariamente provocados por picadas de agulhas, ocorrem no serviço de medicina, nos primeiros dias e primeiras horas de trabalho. Sugere-se a implementação de acções preventivas dirigidas e revisão dos processos organizativos de trabalho.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/8286
Versão do Editor: www.apenfermeiros.com/index.php/apenfermeiros/.../12conferencia-...
Aparece nas colecções:CE - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Cópia de 4828_001 (3) matilde.pdf169,27 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.