Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Português >
DPO - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4210

Título: Livros e leitura: algumas reflexões acerca do espaço e do tempo dos livros na promoção da linguagem e literacia em contexto do espaço lúdico para a infância da escola superior de educação de Bragança
Autor: Guerreiro, Carla Alexandra do Espírito Santo
Castanheira, Manuel Luís Pinto
Queirós, Telma Maria Gonçalves
Issue Date: 2007
Editora: Gailivro
Citação: Guerreiro, Carla Alexandra do Espírito Santo; Castanheira, Manuel Luís Pinto; Queirós, Telma Maria Gonçalves (2007) - Livros e leitura: algumas reflexões acerca do espaço e do tempo dos livros na promoção da linguagem e literacia em contexto do espaço lúdico para a infância da escola superior de educação de Bragança. In Quem aprende mais? Reflexões sobre educação de infância. Vila Nova de Gaia: Gailivro. p. 169-178. ISBN 978-989-557-489-6
Resumo: Por literacia entendemos o domínio da leitura, escrita, entre um conjunto de outros actos criativos ou analíticos associados ao conhecimento e competência numa particular área de desempenho. Desde a década de 80 do séc. XX que educadores e investigadores têm revisto as suas perspectivas sobre como e quando a criança inicia a sua aprendizagem literácita. Segundo a perspectiva de literacia emergente, esta aprendizagem é complexa quer do ponto de vista sociológico e psicológico, quer do ponto de visa linguístico (Notari, O’Connor, Vadasy, 2001). Ler é um processo multifacetado e complexo e requer uma aproximação pela aprendizagem que envolva vários elementos. Experiências linguísticas, ao longo da infância, mais precisamente desde o nascimento até cerca dos oito anos, determinam o desenvolvimento da literacia. A aprendizagem inicial da leitura e escrita requer que a criança reconheça os sons da língua, compreenda que estes sons variem nas palavras, tal como variam os símbolos da escrita e que associe os sons à sua grafia (Sulzby&Teale, 1996).Mas, para além desta informação, uma criança necessita de conhecer regras e convenções associadas aos materiais escritos, que dêem sentido ao que lê e desenvolvam o gosto por actividades de lecto-escrita.
URI: http://hdl.handle.net/10198/4210
ISBN: 978-989-557-489-6
Appears in Collections:DPO - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
2007_CIANEI_Paper_Carla Guerreiro.pdf4,49 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE