Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Português >
DPO - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4210

Título: Livros e leitura: algumas reflexões acerca do espaço e do tempo dos livros na promoção da linguagem e literacia em contexto do espaço lúdico para a infância da escola superior de educação de Bragança
Autor: Guerreiro, Carla Alexandra do Espírito Santo
Castanheira, Manuel Luís Pinto
Queirós, Telma Maria Gonçalves
Issue Date: 2007
Editora: Gailivro
Citação: Guerreiro, Carla Alexandra do Espírito Santo; Castanheira, Manuel Luís Pinto; Queirós, Telma Maria Gonçalves (2007) - Livros e leitura: algumas reflexões acerca do espaço e do tempo dos livros na promoção da linguagem e literacia em contexto do espaço lúdico para a infância da escola superior de educação de Bragança. In Quem aprende mais? Reflexões sobre educação de infância. Vila Nova de Gaia: Gailivro. p. 169-178. ISBN 978-989-557-489-6
Resumo: Por literacia entendemos o domínio da leitura, escrita, entre um conjunto de outros actos criativos ou analíticos associados ao conhecimento e competência numa particular área de desempenho. Desde a década de 80 do séc. XX que educadores e investigadores têm revisto as suas perspectivas sobre como e quando a criança inicia a sua aprendizagem literácita. Segundo a perspectiva de literacia emergente, esta aprendizagem é complexa quer do ponto de vista sociológico e psicológico, quer do ponto de visa linguístico (Notari, O’Connor, Vadasy, 2001). Ler é um processo multifacetado e complexo e requer uma aproximação pela aprendizagem que envolva vários elementos. Experiências linguísticas, ao longo da infância, mais precisamente desde o nascimento até cerca dos oito anos, determinam o desenvolvimento da literacia. A aprendizagem inicial da leitura e escrita requer que a criança reconheça os sons da língua, compreenda que estes sons variem nas palavras, tal como variam os símbolos da escrita e que associe os sons à sua grafia (Sulzby&Teale, 1996).Mas, para além desta informação, uma criança necessita de conhecer regras e convenções associadas aos materiais escritos, que dêem sentido ao que lê e desenvolvam o gosto por actividades de lecto-escrita.
URI: http://hdl.handle.net/10198/4210
ISBN: 978-989-557-489-6
Appears in Collections:DPO - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
2007_CIANEI_Paper_Carla Guerreiro.pdf4,49 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia