Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/13997
Título: Reflexão escrita de futuros professores: conteúdo emergente e estratégias de melhoria
Autor: Pires, Manuel Vara
Martins, Cristina
Palavras-chave: Reflexão escrita
Futuros professores
Ensino da matemática
Estratégias de reflexão
Data: 2015
Editora: Universidade do Minho
Citação: Pires, Manuel Vara; Martins, Cristina (2015). Reflexão escrita de futuros professores: conteúdo emergente e estratégias de melhoria. In XIII Congreso Internacional Gallego Portugués de Psicopedagogía. Coruña
Resumo: É inegável a importância da reflexão na formação incial de professores. Mas até que ponto é possível provar a sua (total) eficácia neste contexto? E o que significa na prática que formamos (ou ambicionamos formar) professores reflexivos? Como formadores de professores temos obrigatoriamente de considerar sobre o que queremos que os professores e futuros professores reflictam e como. Constatamos muitas vezes, no nosso trabalho quotidiano como formadores de professores, que o foco da reflexão se concentra em estratégias de ensino ou nos comportamentos dos alunos. O trabalho aqui apresentado está incluído num projeto mais amplo de investigação, de natureza interpretativa, continuada no tempo e centrada na análise das experiências de ensino e aprendizagem realizadas na área da Matemática e apresentadas nos relatórios finais da Prática de Ensino Supervisionada (PES), do Mestrado em ensino do 1.º e do 2.º ciclo do ensino básico, defendidos na nossa instituição. No regulamento da PES, é indicado que o aluno, no seu relatório, apresente, de forma contextualizada, experiências de ensino e aprendizagem realizadas no estágio, abrangendo os vários ciclos de ensino e as disciplinas do domínio de habilitação, e a reflexão crítica sobre as mesmas. Esta reflexão deve ser sustentada em literatura científica, pedagógica e investigativa de referência e em dados da prática letiva, evidenciando a análise crítica da intervenção e dos resultados obtidos, ou seja, apontando para uma reflexão sobre a própria prática. Nesta comunicação, queremos, em primeiro lugar, realçar o conteúdo das reflexões escritas produzidas pelos futuros professores. Para a análise das reflexões foram definidas categorias a priori – incidência da reflexão, planificação da experiência de ensino e aprendizagem, avaliação do que os alunos terão aprendido, importância que a experiência teve para o futuro professor, e perspetivas futuras em relação ao trabalho a desenvolver –, das quais resultam, a posteriori, diversas subcategorias. É possível concluir que, por exemplo, no respeitante à incidência da reflexão (escrita) efetuada pelos futuros professores emergem aspetos como temas matemáticos, capacidades transversais, metodologias de trabalho ou recursos didáticos. Em segundo lugar, e considerando a indicação decorrente do nosso trabalho de que o conteúdo da reflexão é influenciado e guiado pelas abordagens dos professores orientadores, pretendemos deixar sugestões de estratégias que permitam uma reflexão mais eficaz e profunda, pois a escrita reflexiva exige preparação, uma cuidadosa estruturação e acompanhamento.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/13997
ISSN: 1138-1663
Aparece nas colecções:ESE - Resumos em Proceedings Não Indexados à WoS/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ResumoCom_Pires&Martins_CIGPP2015.pdf1,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.