Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Ciências de Enfermagem >
CE - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5951

Título: Percepção de saúde em alunos do ensino superior: atitudes e comportamentos promotoras de saúde
Autor: Antão, Celeste
Veiga-Branco, Augusta
Palavras-chave: Saúde
Comportamento de saúde
Sexualidade
Issue Date: 2011
Editora: International Journal of Developmental and Educational Psycology INFAD Revista de Psicología
Citação: Antão, Celeste; Veiga-Branco, Augusta (2011) - Percepção de saúde em alunos do ensino superior: atitudes e comportamentos promotoras de saúde. International Journal of Developmental and Educational Psycology INFAD Revista de Psicología. ISSN 0214-9877 3:1, p. 479-487
Relatório da Série N.º: ano XXIII;
Resumo: A presente pesquisa parte dos conceitos de enabling e empowerment ao nível do cidadão em geral e dos estudantes do ensino superior em particular conhecer a Percepção subjectiva de conhecimentos e comportamentos em Saúde Afectivo Sexual. Metodologia: Design Transversal, Exploratório, Descritivo e Correlacional. Foi criado um questionário de Conhecimentos e Comportamentos de Saúde - aplicado a 382 Estudantes do IPB, baseado em Ribeiro, (2004) e Sousa et al. (2006). Resultados: A amostra apresentou 4 visões do conceito de saúde: “não estar doente” 42% ; “não tomar medicamentos” 86% ; “não ter nenhuma doença” 70%, e ainda 5% assumem que é “não ter sintomas de doença”. Relativamente à sua saúde Afectivo-Sexual, a maioria (31%), “… acha que não corre grandes riscos”; 5% nunca “Evita mudar de parceiro sexual”; (25%) por norma, “…gosta de fazer sexo e quando pode faço!”; 8% nunca “Evita ter relações sexuais com pessoas que conhece mal”, e 5% nunca “…evita ter relações sexuais protegidas” e quase totalidade dos estudantes (67%) assume que a sua vida sexual decorre essencialmente em contextos afectivos. Conclusões : O nível de conhecimento relativamente à saúde Afectivo-Sexual, revelam lacunas e imaturidades, pelo que se considera pertinente a aposta na Promoção/ Educação para a Saúde. Palavras chave: saúde, comportamento de saúde, sexualidade
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/5951
ISSN: 0214-9877
Appears in Collections:CE - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Percepção dos alunos.pdf639,67 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia