Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Ciências de Enfermagem >
CE - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5949

Título: Declíneo funcional e risco de quedas em idosos hospitalizados
Autor: Mendes, Eugénia
Novo, André
Preto, Leonel
Nogueiro, Ana
Branco, Deolinda
Palavras-chave: Independência funcional
Quedas
Hospitalização
Idosos
Equilíbrio
Issue Date: 2011
Editora: Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viseu
Citação: Mendes, Eugénia; Novo, André; Preto, Leonel; Nogueiro, Ana; Branco, Deolinda (2011) - Declíneo funcional e risco de quedas em idosos hospitalizados. In 4º Congresso Reabilitar para a Vida. Viseu
Resumo: Durante a hospitalização os idosos experienciam declínio funcional com impacto na sua independência e qualidade de vida. O presente estudo foi desenhado no sentido de identificar factores associados ao risco de queda e ao declínio funcional (dependência nas AVDs, força muscular, equilíbrio e marcha), bem como de perceber o comportamento das variáveis em estudo, quando correlacionadas entre si. A independência funcional dos idosos hospitalizados foi avaliada recorrendo ao Índice de Barthel. O equilíbrio e a marcha avaliaram-se com base no Índice de Tinetti. Para avaliar a força muscular foram efectuadas testes aos 4 membros usando como referência a escala do Medical Research Council. O risco de queda em ambiente hospitalar foi avaliado através do Modelo Hendrich II de Risco de Queda (Hendrich, Bender & Nyhuis, 2003) que é constituído pela avaliação de 8 factores de risco independentes: confusão/desorientação/impulsividade, sintomas depressivos, alteração da eliminação, tonturas/vertigens, sexo masculino, antiepiléticos prescritos/administrados, benzodiazepinas prescritas/administradas e a performance no teste “Levantar e Andar”. A amostra em estudo incluiu 40 idosos com idades compreendidas entre os 65 e os 88 anos, com uma idade média próxima dos 76 anos. Efectuando uma análise à incidência de alguns factores de risco para declínio funcional na amostra em estudo, destacaram-se os seguintes: idade avançada (superior a 70 anos) em 82,5% dos idosos; comorbilidade (92,5%), confusão/desorientação (35%) e alterações no equilíbrio (90%). A mesma análise, desta vez aplicada à incidência de factores de risco para quedas nos idosos em estudo, salientou a presença dos seguintes factores: confusão/desorientação, alterações no equilíbrio, redução da mobilidade, polimedicação, fraqueza muscular (força muscular igual ou inferior a 4, em 70% dos casos), défice visual não compensado (42,5%) e antecedentes de fracturas (50%), consumo de diuréticos e ansiolíticos (na sua grande maioria benzodiazepinas) por mais de metade (67,5% e 60%, respectivamente) da amostra. Concluímos pela existência de correlação negativa acentuada (-0,829**) entre a independência nas AVDs e o risco de queda; esta correlação foi mais forte para as AVDs alimentação (-0,765**), controlo vesical (-0,763**), controlo intestinal (-0,750**) e vestir (-0,749**). A independência nas AVDs está também correlacionada moderadamente de forma negativa com a idade; o que significa que a elevados índices de independência funcional correspondem idades mais baixas. À medida que aumenta a independência funcional avaliada pelo Barthel aumentam também as capacidades para a marcha segura (0,700**) para a força muscular (0,493**) e o grau de equilíbrio (0,659**). Este último correlaciona-se de forma negativa acentuada (-0,775**) com o risco de queda, o que sugere que quanto maior for o grau de equilíbrio, menor será o risco de queda. Concluímos que a maioria dos pacientes tem graus de dependência consideráveis, apresentam risco de queda e alterações no padrão de marcha e equilíbrio. Propomos programas de reabilitação que privilegiem o treino de equilíbrio, força muscular e adequação dos auxiliares de marcha.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/5949
Versão do Editor: http://www.essv.ipv.pt/index.php?option=com_content&task=section&id=11&Itemid=113
Appears in Collections:CE - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Resumo_DF_RQ_idosos hosp.pdf27,26 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia