Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/14472
Título: Avaliação de atitudes e comportamentos alimentares em adolescentes de uma comunidade escolar
Autor: Pires, Lurdes
Fernandes, Adilia
Pereira, Ana Maria Geraldes Rodrigues
Palavras-chave: Adolescentes
Escolar
Comportamentos alimentares
Children`s eating attitude test
Data: 2017
Editora: Associação Portuguesa de Nutrição
Citação: Pires, Lurdes; Fernandes, Adilia; Pereira, Ana Maria Geraldes Rodrigues (2017) -Avaliação de atitudes e comportamentos alimentares em adolescentes de uma comunidade escolar. Acta Portuguesa de Nutrição. Porto. ISSN 2183-5985. p. 51-51
Resumo: I As atitudes e comportamentos alimentares são adquiridos e desenvolvidos ao longo da nossa existência influenciando o estado nutricional e a saúde. Avaliar atitudes e comportamentos alimentares (CA) em adolescentes de uma comunidade escolar. METODOLOGIA: Estudo observacional, analítico e transversal. Foram avaliados 75 alunos aplicando-se um questionário que incluía a escala Children`s Eating AttitudeTest; - Maloney et al. (1998), validada para a população Portuguesa por Teixeira et al. (2012). As alterações do CA foram divididas em 3 subescalas; aspetos relativos ao cumprimento da dieta; preocupação com a comida e bulimia e controlo da ingestão alimentar. Considerou-se o valor > a 20, na pontuação total, como ponto de corte para alterações severas do CA; scores >10 <20 indicam alterações moderadas do CA e <10 CA normais. RESULTADOS: Os adolescentes apresentam idade média de 16.4 anos. A atividade física extracurricular é realizada por 58,7% dos inquiridos. A caracterização global da escala revela em todas as dimensões valores médios inferiores a 10. Constata-se que as atitudes alimentares são estatisticamente idênticas entre rapazes e raparigas (p=0, 359). Relativamente ao ano de escolaridade, observam-se diferenças estatisticamente significativas na dimensão controlo da ingestão alimentar, apresentando os alunos do 11.° ano os resultados mais elevados (p=0, 007). Relativamente à prática de exercício físico concluiu-se que as atitudes alimentares são idênticas entre os alunos que praticam exercício físico extracurricular e os alunos que não praticam (p=0, 948). CONCLUSÕES: Os resultados revelam valores médios baixos tanto ao nível da escala global como das respetivas subescalas o que traduz comportamentos alimentares normais. Independente da presença ou não de alterações do comportamento alimentar, é pertinente apostar em ações educativas, visando prevenir o seu aparecimento, contribuindo para a qualidade de vida dos adolescentes.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/14472
ISSN: 2183-5985
Aparece nas colecções:DTDT - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Avaliação de atitudes e comportamentos alimentares em adolescentes de uma comunidade escolar (2).pdf301,08 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.