Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciência Animal >
CA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/883

Título: Contributo para a determinação da idade à puberdade dos borregos da raça Churra Galega Bragançana
Autor: Valentim, Ramiro
Palavras-chave: Puberdade
Raça Churra Galega Bragançana
Borregos
Machos
Issue Date: 1994
Editora: CHIEAM - IAMZ
Citação: Valentim, Ramiro - Contributo para a determinação da idade à puberdade dos borregos da raça Churra Galega Bragançana. Zaragoza: CHIEAM, 1994. Tese de Mestrado
Resumo: Este trabalho pretende ser um "contributo para a determinação da idade da puberdade dos borregos da raça Churra Galega Bragançana". Assim, para a1ém de se ter realizado uma revisão bibliográfica sobre o mecanismo da puberdade e sobre os factores capazes de o afectar, desenvolveu-se um trabalho experimental tendo em vista o estudo do processo de estabelecimento da puberdade nestes animais, através de doseamentos hormonais e do crescimento testicular. Procedeu-se ainda ao estudo do comportamento sexual e das características seminais dos animais durante o primeiro mês e meio pós-puberdade comportamental e da acção de alguns factores ambientais sobre o mecanismo da puberdade. Consideramos que os animais tinham alcançado a puberdade fisiológica quando emitiram os primeiros espermatoz6ides e a puberdade comportamental quando apresentaram, pela primeira vez, a sequência normal e completa do comportamento sexual. Os borregos da raça Churra Galega Bragançana ejacularam os primeiros espermatozóides com uma idade média de 183 dias e um peso corporal médio de 33,8 kg, ou seja, com cerca de 45% do seu peso adulto. Nesta altura, o perímetro escrotal médio era de 24,0 cm, o comprimento testicular médio de 9,4 cm, o diâmetro médio testicular de 4,9 cm e o volume médio escrotal de 81,3 cm. Ao longo de todo o trabalho, verificou-se que os níveis plasmáticos de testosterona variavam muito de animal para animal. Por outro lado, o tamanho dos testículos nunca se correlacionou, dum modo expressivo, com os níveis circulantes desta hormona. 0 peso corporal e a idade cronológica afectaram os níveis plasmáticos de testosterona e o tamanho dos testículos dum modo muito idêntico. Os efeitos dos factores ambientais sobre os níveis plasmáticos de testosterona e sobre o tamanho dos testículos, a existir, foram quase sempre pouco expressivos. Nas condições em que este trabalho foi desenvolvido, a puberdade fisiológica precedeu a puberdade comportamental em 11 a 35 semanas. Nesta altura, os animais apresentavam idades compreendidas entre os 267 e os 427 dias e um peso corporal de 37 a 64 kg, ou seja, 50 a 87% do seu peso adulto. A libido, entre os animais Churros Bragançanos estudados, mostrou ser uma característica muito variável. Os níveis plasmáticos de testosterona, o peso corporal, a idade cronológica, o tamanho dos testículos e os parâmetros ambientais estudados não afectaram dum modo significativo a libido destes borregos. No primeiro mês e meio pós-puberdade comportamental, o volume médio do ejaculado foi de 1,5 mililitros, a concentração espermática média de 2,0 x 109 espermatozóides por mililitro, a percentagem média de espermatozóides normais de 77,8, a percentagem média de espermatozóides vivos de 70,2 e a concentração média do ejaculado de 3,0 x 109 espermatozóides.
URI: http://hdl.handle.net/10198/883
Appears in Collections:CA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Mestrado.pdf2,26 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia