Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciência Animal >
CA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/883

Título: Contributo para a determinação da idade à puberdade dos borregos da raça Churra Galega Bragançana
Autor: Valentim, Ramiro
Palavras-chave: Puberdade
Raça Churra Galega Bragançana
Borregos
Machos
Issue Date: 1994
Editora: CHIEAM - IAMZ
Citação: Valentim, Ramiro - Contributo para a determinação da idade à puberdade dos borregos da raça Churra Galega Bragançana. Zaragoza: CHIEAM, 1994. Tese de Mestrado
Resumo: Este trabalho pretende ser um "contributo para a determinação da idade da puberdade dos borregos da raça Churra Galega Bragançana". Assim, para a1ém de se ter realizado uma revisão bibliográfica sobre o mecanismo da puberdade e sobre os factores capazes de o afectar, desenvolveu-se um trabalho experimental tendo em vista o estudo do processo de estabelecimento da puberdade nestes animais, através de doseamentos hormonais e do crescimento testicular. Procedeu-se ainda ao estudo do comportamento sexual e das características seminais dos animais durante o primeiro mês e meio pós-puberdade comportamental e da acção de alguns factores ambientais sobre o mecanismo da puberdade. Consideramos que os animais tinham alcançado a puberdade fisiológica quando emitiram os primeiros espermatoz6ides e a puberdade comportamental quando apresentaram, pela primeira vez, a sequência normal e completa do comportamento sexual. Os borregos da raça Churra Galega Bragançana ejacularam os primeiros espermatozóides com uma idade média de 183 dias e um peso corporal médio de 33,8 kg, ou seja, com cerca de 45% do seu peso adulto. Nesta altura, o perímetro escrotal médio era de 24,0 cm, o comprimento testicular médio de 9,4 cm, o diâmetro médio testicular de 4,9 cm e o volume médio escrotal de 81,3 cm. Ao longo de todo o trabalho, verificou-se que os níveis plasmáticos de testosterona variavam muito de animal para animal. Por outro lado, o tamanho dos testículos nunca se correlacionou, dum modo expressivo, com os níveis circulantes desta hormona. 0 peso corporal e a idade cronológica afectaram os níveis plasmáticos de testosterona e o tamanho dos testículos dum modo muito idêntico. Os efeitos dos factores ambientais sobre os níveis plasmáticos de testosterona e sobre o tamanho dos testículos, a existir, foram quase sempre pouco expressivos. Nas condições em que este trabalho foi desenvolvido, a puberdade fisiológica precedeu a puberdade comportamental em 11 a 35 semanas. Nesta altura, os animais apresentavam idades compreendidas entre os 267 e os 427 dias e um peso corporal de 37 a 64 kg, ou seja, 50 a 87% do seu peso adulto. A libido, entre os animais Churros Bragançanos estudados, mostrou ser uma característica muito variável. Os níveis plasmáticos de testosterona, o peso corporal, a idade cronológica, o tamanho dos testículos e os parâmetros ambientais estudados não afectaram dum modo significativo a libido destes borregos. No primeiro mês e meio pós-puberdade comportamental, o volume médio do ejaculado foi de 1,5 mililitros, a concentração espermática média de 2,0 x 109 espermatozóides por mililitro, a percentagem média de espermatozóides normais de 77,8, a percentagem média de espermatozóides vivos de 70,2 e a concentração média do ejaculado de 3,0 x 109 espermatozóides.
URI: http://hdl.handle.net/10198/883
Appears in Collections:CA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Mestrado.pdf2,26 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE