Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/8229
Título: Género e empreendedorismo em Portugal (estudo empírico com base nos dados do global entrepreneurship monitor)
Autor: Capontes, Carina Micaela Gonçalves
Orientador: Nunes, Alcina
Palavras-chave: Empreendedorismo
Género
Mulher
GEM
Portugal
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Citação: Capontes, Carina Micaela Gonçalves (2012) - Género e empreendedorismo em Portugal (estudo empírico com base nos dados do global entrepreneurship monitor). Bragança: Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Dissertação de Mestrado em Gestão das Organizações
Resumo: O empreendedorismo é um fenómeno internacional, com interesse científico inquestionável, muitas vezes definido como uma tentativa de criar, inovar, gerar emprego e consequentemente, de gerar crescimento económico. Em termos individuais surge, também, como uma nova perspetiva de carreira tanto para homens como para mulheres. No entanto, empreendedorismo feminino que se acredita ficar aquém do empreendedorismo masculino só recentemente se tem tornado objeto de estudo pelos académicos. Em Portugal, a investigação desta temática é relativamente escassa. Assim, este trabalho de investigação teve como objetivo descrever e quantificar o fenómeno do empreendedorismo, por género, em Portugal nos últimos anos. Para atingir tal objetivo realiza-se uma análise empírica da problemática com base nos dados do Global Entrepreneurship Monitor (GEM), para Portugal, para 2001, 2004 e 2007. Os dados utilizados são dados secundários que se encontram disponíveis publicamente e aos quais se aplicam técnicas de análise descritiva e inferencial onde se destaca a estimação de modelos de regressão logística. Após se identificarem, através da análise descritiva, os fatores que serão mais importantes na quantificação da importância do género na atividade empreendedora nacional foi quantificada a probabilidade de influência do género em tal atividade. Verificou-se que a atividade empreendedora em Portugal, é distinta consoante o género. Por exemplo, verifica-se que os homens empreendem para aproveitar oportunidades enquanto as mulheres são guiadas pela necessidade. Em termos gerais, conclui-se que na economia portuguesa, na mesma linha de investigação realizada noutras economias, os homens empreendem muito mais que as mulheres tendo-se quantificado que a probabilidade de um homem se envolver em atividade em empreendedora é 2 vezes superior à das mulheres, no último ano em análise. Este valor já havia sido 3 vezes superior mostrando que as mulheres têm vindo a mostrar um interesse crescente pela atividade empreendedora. Entrepreneurship is an international phenomenon with an unquestionable scientific interest and is often defined as an attempt to create, innovate and generate employment, and, therefore, capable of generating economic growth. Also, in individual terms, it arises as a new perspective of career for both men and women alike. Nevertheless, female entrepreneurship, which is believed to be inferior to male entrepreneurship, only recently became a case study for scholars. In Portugal, research on this topic is relatively scarce. Thus, the purpose of this research work is to describe and quantify the entrepreneurial phenomenon by gender in Portugal in recent years. In order to achieve this goal we develop an empirical analysis of this matter based on the data provided by the Global Entrepreneurship Monitor (GEM), for Portugal, for 2001, 2004 and 2007. The data used is secondary data publicly available, to which we apply analysis techniques and inference, where the estimation of logistic regression models stands out. Following the identification, using descriptive analysis, of the most important factors to quantify the importance of gender to the national entrepreneurial activity, we quantified the likelihood of influence of gender in this activity. It was found that entrepreneurial activity differs in gender in Portugal. For instance, it can be seen that men start up a business to seize opportunities, while women are motivated by necessity. Overall, one may conclude that, in the Portuguese economy, along the same lines of research conducted in other economies, men start ventures more frequently than women, and, taking into account the last year analysed, men are twice more likely to start a new business than women. This figure had previously been three times superior, which shows that women are demonstrating an increasing interest in entrepreneurship. El espíritu empresarial es un fenómeno internacional, con incuestionable interese científico, muchas veces definido como un intento de crear, innovar, producir empleo y, consecuentemente, producir crecimiento económico. Él surge, también, como una nueva perspectiva de carrera para hombres y mujeres. Sin embargo, el espíritu emprendedor femenino, que se creía no tan bueno como el masculino, solo recientemente se ha convertido en objeto de estudio por los académicos. En Portugal, la pesquisa sobre esta temática es relativamente escasa. Por eso, este trabajo tiene como objeto describir y cuantificar el fenómeno del espíritu empresarial, por género, en Portugal, a lo largo de los últimos años. Para alcanzar este objetivo se realizó una pesquisa empírica de la problemática basada en los datos del Global Entrepreneurship Monitor (GEM) para Portugal, para 2001, 2004 y 2007. Los datos utilizados son datos secundarios que están disponibles públicamente y a los que se aplican técnicas de análisis e inferencia donde se destaca la estimación de modelos de regresión logística. Después de identificados los factores qué serán más importantes en la cuantificación de la importancia del genero en la actividad empresarial nacional, mediante análisis descriptiva, fue cuantificada la probabilidad del género influir en la actividad. Se verificó que la actividad empresarial en Portugal es distinta según el género. Por ejemplo, se constata que los hombres emprenden para aprovechar oportunidades mientras que las mujeres son guiadas por la necesidad. En términos generales, se concluye que en la economía portuguesa, en la misma línea de pesquisa de otras economías, los hombres emprenden más que las mujeres, habiéndose cuantificado que la probabilidad de un hombre se envolver en actividades empresariales es 2 veces superior que la de las mujeres, el último año de esta pesquisa. Este valor ya había sido 3 veces superiores demostrando creciente interese femenino por la actividad empresarial.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/8229
Aparece nas colecções:GO - Gestão das Organizações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Carina_Capontes_MGO_2012_Gestão de Empresas.pdf907,11 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.