Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/8215
Título: Gestão dos fatores motivacionais intervenientes na satisfação-motivação dos profissionais da equipa multidisciplinar do Centro de Saúde de Bragança
Autor: Martins, Anabela Paula Seixas Gonçalves
Orientador: Galvão, Ana Maria
Palavras-chave: Fatores motivacionais
Satisfação profissional
Equipa Multidisciplinar
Gestão
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Citação: Martins, Anabela Paula Seixas Gonçalves (2012) - Gestão dos fatores motivacionais intervenientes na satisfação-motivação dos profissionais da equipa multidisciplinar do Centro de Saúde de Bragança. Bragança: Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Dissertação de Mestrado em Gestão das Organizações
Resumo: A satisfação dos profissionais, é uma área complexa e de difícil avaliação mas, ao mesmo tempo, incontornável. Como enfermeira, a exercer funções de gestão numa equipa multidisciplinar, desenvolvemos o interesse por este tema. O estudo, exploratório, descritivo e transversal, de natureza quantitativa tem como objectivos, avaliar a satisfação profissional dos profissionais num centro de saúde da Unidade Local de saúde do Nordeste e propor medidas que possam contribuir para a melhoria progressiva dos profissionais de saúde. A variável dependente é a satisfação profissional, tendo esta sido operacionalizada em sete dimensões: remuneração; condições de trabalho e saúde; segurança no emprego; relacionamento profissional/utente e equipa; autonomia/poder; status e prestígio; realização profissional, pessoal e desempenho organizacional O instrumento de colheita de dados foi um questionário, de Graça (1999), adaptado para a cultura portuguesa, nomeadamente para profissionais de saúde. Dos resultados, destaca-se que os inquiridos têm expectativas elevadas em relação a todas as dimensões do trabalho e que globalmente, estão bastante satisfeitos. As dimensões onde revelam maior satisfação pertencem às dimensões: Status e Prestígio, Relacionamento Profissional/Utente e Equipa e nas Condições de Trabalho e Saúde. Os factores que mais contribuem para a satisfação são factores intrínsecos e os factores que provocam mais insatisfação são Segurança no Emprego e a Remuneração. Por grupos profissionais os mais satisfeitos são os técnicos de saúde e os menos satisfeitos os enfermeiros. Com base nos resultados obtidos, propomos como estilo de gestão, a liderança situacional adaptada a cada profissional e equipa, em função do desenvolvimento individual (competência e compromisso), adaptando o estilo a situação: direcção, coaching apoio e delegação. The Professional satisfaction is a complex area and difficult to assess but at the same time, unavoidable. As a nurse, to perform management functions in a multidisciplinary team, developed an interest in this subject,. This study, exploratory, descriptive and transversal and quantitative aims to assess job satisfaction of professionals in the centro de saúde da Unidade Local de saúde do Nordeste Centro de Saúde de Bragança. The dependent variable is job satisfaction, was operationalized in seven dimensions: Remuneration; Work and Health Conditions; Job Security; Professional Relations with Patients and Work Team; Autonomy; Status and Prestige, Personal and Professional Satisfaction and Organizational Achievement. The instrument used to collect data was an questionnaire based on a Graça’s questionnaire (1999) adapted to the Portuguese culture, particularly for health professionals. The results highlight that the respondents have high expectations for all dimensions of work and that overall they are quite satisfied. The dimensions which pertain to reveal greater satisfactionare : Status and Prestige, Professional Relations with Patients and Work Team, Work and Health Conditions. The factors that contribute most to satisfaction are intrinsic factors and the factors that cause the most dissatisfaction are job security and Remuneration. By professional groups, the more satisfied are the technicians, and the nurses less satisfied. Based on the results, we propose as a management style situational leadership training and adapted to each team, depending on the individual development (competence and commitment), adapting the style to the situation: management, support and delegation coaching.La Satisfacción profesional es un complejo y es difícil de evaluar, pero al mismo tiempo, inevitable. Como enfermera, a realizar funciones de gestión en un equipo multidisciplinario en una institución de salud, desarrolló un interés en este tema, por lo tanto, la motivación para esta investigación . El estudio, cuantitativo exploratorio, descriptivo y transversal tiene como objetivo evaluar la satisfacción laboral de los profesionales de la salud en un centro de saúde da Unidade Local de saúde do Nordeste proponer medidas que puedan contribuir a una mejora gradual en la satisfacción de los profesionales.. La variable dependiente es la satisfacción laboral, este último ha puesto en práctica en siete dimensiones: la remuneración, condiciones de trabajo y la salud, la seguridad en el trabajo, las relaciones profesionales / usuarios y el personal, la autonomía / poder, estatus y prestigio, logros profesionales, personales y el desempeño organizacional el instrumento de recolección de datos fue un cuestionario de Graça (1999), adaptada a la cultura portuguesa, en particular para los profesionales de la salud. Los resultados ponen de manifiesto que los encuestados tienen expectativas altas para todas las dimensiones del trabajo y en general de que están muy satisfechos. Las dimensiones que se refieren a revelar mayores dimensiones de satisfacción: status y prestigio, relación profesional/usuario/ equipo y de trabajo y salud. Los factores que más contribuyen a la satisfacción son los factores intrínsecos y los factores que causan la mayoría de insatisfacción son la seguridad del empleo y los salarios. Por los grupos profesionales, el más satisfechos son los técnicos y enfermeros los menos satisfechos. basado en los resultados, se propone como un estilo de gestión de formación de liderazgo situacional y adaptado a cada equipo, dependiendo del desarrollo individual (competencia y compromiso), adaptando el estilo a la situación: la gestión, el apoyo y la delegación coaching.
Descrição: Orientada por Ana Maria Galvão
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/8215
Aparece nas colecções:GO - Gestão das Organizações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Anabela Martins MGO Ramo de Gestão de Unidades de Saúde.pdf1,57 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.