Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Teses de Mestrado >
ER - Enfermagem e Reabilitação >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7702

Título: Avaliação nutricional na admissão do doente com AVC
Autor: Pires, Cândido Vilarinho
Orientador: Preto, Leonel
Gomes, Ana Filipa
Palavras-chave: Acidente vascular cerebral
Disfagia
Desnutrição
Sonda naso-gástrica
Reabilitação
Issue Date: 2012
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Saúde
Citação: Pires, Cândido Vilarinho (2012) - Avaliação nutricional na admissão do doente com avc. Bragança: Escola Superior de Saúde. Dissertação de Mestrado em Enfermagem e Reabilitação
Resumo: A nutrição, além de ser uma necessidade humana básica no doente internado, habitualmente encontra-se comprometida, devido ao facto do doente não ter condições físicas e psicológicas para se alimentar por via oral. A deglutição é muitas vezes comprometida nos indivíduos que sofrem um AVC. No estudo, efetuado na Unidade de AVC da ULS do Nordeste, num total de 162 doentes durante o período de 1/01/2011 a 31/12/2011, 30 doentes (18,5%) foram identificados com elevado risco nutricional (NRS-2002). A identificação de fatores de risco de base preditivos para o AVC permitirá a melhoria de estratégias terapêuticas Nutricional/Medicamentosa e, consequentemente o desenlace prognóstico nesta patologia. O estudo demonstrou uma elevada prevalência de HTA com 27 doentes (90%), de Diabetes mellitus com 14 doentes (16,7%) e dislipidémia com 5 doentes (16,7%). Destes 30 doentes, concluí-se que 26,7% apresentavam Disfagia Leve e 73,3% Disfagia Grave. Todos foram entubados com sonda nasogástrica e necessitaram de Nutrição Entérica. O Enfarte Total da Circulação Anterior (11 doentes), o Enfarte da Circulação Posterior (6 doentes) e as hemorragias Cerebrais (5 doentes) foram as que apresentaram maior número de casos com disfagia Grave, o que revela a gravidade destas entidades nosológicas. Apenas 27% (8 doentes) foram com SNG e 3% (1 doente) com PEG após a alta clínica. É notória uma recuperação funcional de grande parte dos doentes relativamente à admissão, o que terá facilitado a retirada da sonda e reinício da alimentação via oral, mais fisiológica. Concluiu-se que 15 doentes apresentavam segundo o IMC, Peso Normal, 9 doentes Pré-obesidade, 3 doentes Obesidade grau I e 3 doentes Obesidade grau II. A avaliação na admissão do doente, a existência de protocolos de nutrição, a instituição de terapêuticas específicas, um aumento da educação e da sensibilização de todos os profissionais de saúde para a importância do suporte nutricional, bem como a criação de equipas multidisciplinares vocacionadas para esta área, poderão constituir soluções para identificar o alto risco de desnutrição. Por tudo isto, planear e recorrer a uma dieta terapêutica adequada garante uma melhor recuperação, permitindo uma menor perda de massa muscular, através da deambulação mais precoce e do fornecimento de macronutrientes e/ou micronutrientes fundamentais. Sendo a disfagia um problema comum nos AVC`s, o papel do enfermeiro especialista em reabilitação deve ter em linha de conta a adequada avaliação da disfagia, com teste de ingestão de água no leito, com combinação de teste de saturação de O2, bem como o tratamento com a modificação da dieta, instituição de alimentação entérica por sonda e terapia com estratégias compensadoras como postura anti-aspiração, treino de deglutição e treino de motricidade oro-facial. Nutrition, besides being a patient in need human basic admitted usually is compromised because the patient does not have the physical and psychological for food orally. Swallowing is often impaired in patients suffering a stroke. In the study in the ULS stroke unit in the Northeast, a total of 162 patients during the period from 01/01/2011 to 31/12/2011, 30 patients (18.5%) were identified with high nutritional risk (NRS- 2002). The identification of risk factors basic stroke will allow predictive of therapeutic strategies to improve nutritional / pharmacological and thus the outcome prognosis in this pathology. The study showed a high prevalence of hypertension in 27 patients (90%), Diabetes mellitus in 14 patients (16.7%) and dyslipidaemia in 5 patients (16.7%). Of these 30 patients, concluded that 26.7% had mild dysphagia, 73.3% Severe Dysphagia, all were intubated with a nasogastric tube and required Enteral Nutrition. The Total Infarction Circulation Previous (11 patients), infarction of the posterior circulation (6 patients) and the Brain hemorrhages (5 patients) showed the largest number of patients with dysphagia Grave, which shows the seriousness of these nosological entities. Only 27% (8 patients) were with NGS and 3% (patient 1) after discharge PEG clinic. It is a remarkable functional recovery of the majority of patients on admission, which have facilitated the removal of the probe and resumption of oral feeding, more physiological. It was concluded that 15 patients had according to BMI, Normal Weight, 9 Pre-obese patients, 3 patients Obesity grade I and 3 patients grade II obesity. The assessment on admission, the existence of protocols for nutrition, the establishment of specific therapies, increased education and awareness of all health professionals to the importance of nutritional support, as well as the creation of multidisciplinary teams is geared to area, could provide solutions to identify the high risk of malnutrition, so plan and use an appropriate therapeutic diet ensures better recovery, allowing a smaller loss of muscle mass through earlier ambulation and supply of nutrients and / or micronutrient fundamental. Since dysphagia is a problem common in AVC `s the role of specialist nurses in rehabilitation should take into account the proper assessment of dysphagia with ingestion test water in the bed, with a combination of O2 saturation test, and treatment with dietary modification, introduction of enteral feeding tube therapy strategies and rewarding position as anti-suction, swallowing training and training of orofacial motor function.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7702
Appears in Collections:ER - Enfermagem e Reabilitação

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese Final Cândido.pdf1,55 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE