Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Tecnologia e Gestão >
Construções Civis e Planeamento >
DCCP - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7335

Título: Estado da qualidade da água de origem subterrânea no concelho de Alcochete com utilização de ferramentas SIG
Autor: Cavaleiro, Victor
Casinhas, Cláudio
Albuquerque, António
Carvalho, António
Silva, Flora
Sanderson, A.M. Leitão
Palavras-chave: Águas subterrâneas
Qualidade da água
SIG
Issue Date: 2012
Citação: Cavaleiro, Victor; Casinhas, Claúdio; Albuquerque, António; Carvalho, António; Silva, Flora; Sanderson, A.M. Leitão (2012) - Estado da qualidade da água de origem subterrânea no concelho de Alcochete com utilização de ferramentas SIG. In XV Simpósio Luso-Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. Hotel Ouro Minas Palace, Belo Horizonte, Brasil
Resumo: A maior parte da água necessária para atividades domésticas, agrícolas, lúdicas e industriais no concelho de Alcochete (Portugal) provêm de origens subterrâneas. Contudo, subsistem dúvidas sobre o estado da sua qualidade e a sua apetência para as utilizações atuais. O estudo da hidrogeoquímica permite estabelecer relações entre o meio aquoso e o meio geológico, refletindo a influência da litologia local e dos solos na qualidade da água. Permite, ainda, determinar sentidos de escoamento, áreas de recarga e descarga e conhecer unidades aquíferas, bem como identificar focos de poluição e estabelecer medidas para a utilização sustentável da água. Foram recolhidas amostras em 67 captações utilizadas como origens de água para várias utilizações. Dada a quantidade e complexa informação que foi necessário recolher, manusear e interpretar, a utilização de Sistemas de Informação Geográfica (SIG) foi de grande utilidade para georreferenciar dados, criar bases de dados relacionais e gerar cartas de aptidão para a utilização das águas subterrâneas. As águas captadas em poço, essencialmente do tipo cloretadas cálcicas, na generalidade, não apresentam qualidade mínima para serem captadas para produção de água para consumo humano, enquanto que 70,7% das origens de águas oriundas de furos, essencialmente cloretadas sódicas, apresentam qualidade mínima para aquela utilização. Ambos os tipos de água apresentam qualidade para utilização na rega agrícola, mas poucas amostras cumprem os valores recomendados para esta utilização. Assim, é urgente a implementação de uma estratégia de gestão dos recursos hídricos no concelho, afim de melhor proteger estas origens de água.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7335
Appears in Collections:DCCP - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
SilubesaIX032.pdf439,69 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE