Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciências Sociais e Exactas >
CSE - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7320

Título: Dinâmicas da actividade dos agricultores em Trás-os-Montes
Autor: Nobre, Silvia
Issue Date: 2009
Citação: Nobre, Silvia (2009) - Dinâmicas da actividade dos agricultores em Trás-os-Montes. Vila Real: UTAD. Tese de Doutaramento em Ciências Agro-Sociais
Resumo: Constitui objecto deste estudo a adaptação de indivíduos idosos a novas modalidades de trabalho na agricultura face às crescentes limitações que se lhes vão deparando. Com uma abordagem situada no plano da actividade, aí ressaltam a(s) adaptação(ões) do modo de execução do trabalho agrícola. O estudo empírico realizou-se em Trás-os-Montes e o universo operacional escolhido incluiu idosos criadores de vacas Mirandesas e idosos que florestaram terras agrícolas. A recolha de informação compreendeu a utilização de estatísticas de organizações – Associação de Criadores de Bovinos de Raça Mirandesa, Associação de Produtores Florestais Arborea, Empresa de Florestação Floresta Verde – e a inquirição directa de agricultores idosos cujas actividades se integram nas duas orientações produtivas referidas. Dois eixos de análise – trabalho e relações intergeracionais – são essenciais para a prossecução do objectivo geral da investigação. Este é o de identificar modalidades de trabalho adaptadas à situação familiar, dependentes quer dos interesses patrimoniais, quer das produções obtidas, quer ainda dos rendimentos gerados. As estratégias produtivas e de reprodução do património, em regra, articulam interesses familiares exteriores aos da esfera estrita do agregado doméstico, sendo as relações intergeracionais particularmente importantes para a sua compreensão. Remetem ainda para a discussão acerca do papel dos idosos agricultores no conjunto da sociedade e em particular para a reflexão sobre o modo como esses “activos” se relacionam com os sistemas de protecção social. O estudo detalhado do trabalho de idosos em meio rural destaca um conjunto de factos que desmistifica algumas ideias feitas acerca dos agricultores idosos. Não há evidência que sejam avessos à utilização de novas técnicas nem à introdução de novas culturas. Mostrou-se que ao caminhar para modalidades de agricultura adaptadas às suas crescentes limitações, adoptam com frequência, dominam e aprendem a usar novas técnicas e novos equipamentos, adquirindo novos conhecimentos. O conjunto de idosos activos observado valoriza património, responde às indicações das políticas agrícolas, trabalha adaptando-se quer às suas limitações físicas, quer às hipóteses de contribuições de mão-de-obra. Combinam assim rendimentos patrimoniais, de actividade, e de reformas. The object of this study is the adaptation of aged farmers to new working modes in agriculture in response to the increasing constraints they face with age. Based on an activity approach meant to highlight the adaptations in the performance of in-farm tasks. The empirical study was carried out in Trás-os-Montes and focused on aged farmers raising “Mirandesa”, an autochthonous cattle breed, and those implementing afforestation projects in former cropland. Data collection phase comprised search on the records of organizations studied – “‘Mirandesa’ Cattle Breed Growers Association”, “‘Arborea’, Forest Producers Association”, “Floresta Verde’ Afforestation Company” – as well as interviews to aged farmers involved with the production areas previously mentioned. Two axes of analysis – labour and intergenerational relationships – are essential to pursue the general objective of this research, which is to identify labour modes adapted to family condition, driven by property interests, or productions obtained, or even income. Strategies of production and property reproduction often articulate family interests borne outside the household, making the analysis of intergenerational relationships very helpful to understand these mechanisms. Those relationships also bring on the discussion on the role played by aged farmers in society as a whole and in particular a reflexion on the ways this aged active population relates with social welfare. The detailed study of aged labour in rural areas uncovers a set of facts that help redefine the traditional common vision on aged farmers. There is no evidence they have refused the use of new techniques, nor the introduction of new crops. The study shows that aged farmers when adjusting activities to their age constraints, willingly adopt, master and learn new techniques and how to use new equipment. The set of aged farmers under study actively contributes to valuing property, responds to agricultural policies, adapts progressively either the workload to their physical constraints or to the farmhands supply. Hence, they are able to combine incomes from property, activity and pensions.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7320
Appears in Collections:CSE - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE FINAL 1.pdf7,13 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE