Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Tecnologias de Diagnóstico Terapêutica >
DTDT - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6885

Título: Avaliação das concentrações séricas totais de colesterol em discentes de farmácia do Instituto Politécnico de Bragança
Autor: Almeida, Marta
Silva, Tânia
Aragão, M. Ângela
Pereira, Olívia R.
Palavras-chave: Hipercolesterolemia
Estudantes de farmácia do IPB
Aterosclerose
Doenças cardiovasculares
Issue Date: 2012
Editora: Escola Superior de Saúde- Instituto politécnico de Bragança
Citação: Almeida, Marta; Silva, Tânia; Aragão, M. Ângela; Pereira, Olívia R. (2012) - Avaliação das concentrações séricas totais de colesterol em discentes de farmácia do Instituto Politécnico de Bragança. In Ias Jornadas Farmácia. Farmácia de Hoje, Fármacos de Amanhã. Bragança: IPB, ESSa. p. 67-82. ISBN 978-972-745-127-2
Resumo: O colesterol é um esteróide endógeno que apesar de essencial ao organismo aparece associado à formação de aterosclerose, quando em concentrações elevadas. Dado que a aterosclerose é considerada um factor de risco importante no desenvolvimento de doenças cardio e cerebrovasculares, torna-se necessário estudar a prevalência da hipercolesterolemia e os hábitos que lhe estão associados. Neste contexto, o presente estudo pretende determinar a prevalência da hipercolesterolemia, assim como descrever e analisar os factores que lhe associados, em discentes de Farmácia do Instituto Politécnico de Bragança (IPB). Para tal, foram seleccionados aleatoriamente 32 estudantes do 1º e 4º anos do Curso de Farmácia do IPB para um estudo do tipo descritivo, transversal, de natureza quantitativa e centrado em valores obtidos num rastreio da análise sérica de colesterol total (CT), e nas respostas obtidas através da aplicação de um questionário de auto-preenchimento, anónimo e voluntário. Os dados foram posteriormente sujeitos a tratamento estatístico através do programa SPSS 13.0 (Statistical Package for Social Sciences). Neste estudo verificou-se que a média de CT foi de 197,6±43,542 mg/dL. O sexo masculino apresentou níveis de colesterol mais baixos com médias que o sexo feminino, com médias de 174,33 e 200,78 respectivamente, permitindo concluir que o sexo tem influência sobre os níveis de CT. De todas as variáveis analisadas, além do “sexo”, apenas o consumo de salsichas/linguiça revelou associação com as concentrações séricas elevadas de CT. Relativamente à idade verificou-se uma maior prevalência de hipercolesterolémia em idades ≥ 20 anos, notando-se ainda, uma maior média para os alunos que frequentam o 4ºano coomparativamente aos do 1ºano (190,59 e 203,53, respectivamente). Ainda, os alunos que fazem as refeições em casa apresentam CT mais elevado do que aqueles que fazem as suas refeições noutros locais, permitindo concluir que, a falta de tempo para as refeições proporciona uma alimentação à base de comida rápida, mais rica em colesterol. A presente investigação permitirá alertar para os factores associados à hipercolesterolemia na comunidade académica, de modo a estabelecer medidas para prevenção dos níveis elevados de CT, promovendo a reeducação alimentar e o incentivo à prática de exercício físico.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/6885
ISBN: 978-972-745-127-2
Versão do Editor: 1. www.ipb.pt/jornadas_farmacia/imagens/itf96.pdf
Appears in Collections:DTDT - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Colesterol_Ias Jornadas de Farmacia ESSa IPB2012.pdf2,36 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE