Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciência Animal >
CA - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6598

Título: Contributo para a classificação etnológica dos ovinos churros portugueses mediante distâncias morfométricas do esqueleto cefálico e do osso metacarpo
Autor: Teixeira, A.
Issue Date: 1991
Editora: UTAD
Citação: Teixeira, Alfredo (1991) - Contributo para a classificação etnológica dos ovinos churros portugueses mediante distâncias morfométricas do esqueleto cefálico e do osso metacarpo. Vila Real: UTAD. Tese de Doutoramento em Engenharia Zootécnica
Resumo: Um total de 57 medidas morfométricas do esqueleto cefálico e osso metacarpo principal, efectuadas sobre um conjunto de 210 indivíduos, 30 de cada uma das sete raças ovinas do grupo Churro Português, foram utilizadas para obter informação acerca da sua estrutura morfométrica e contribuir para a classificação etnológica de estas populações. Ainda que a possibilidade de máxima discriminação seja de 89,05%, mediante 18 variáveis morfométricas (13 cranianas e 5 metacarpianas) é possível, com significação estatística, discriminar 79,52% das raças ovinas Churras Portuguesas. Assim, os resultados obtidos são indicadores do elevado interesse destes suportes ósseos para discriminar populações ovinas, proporcionando informação que, adicionada a outras fontes, é de grande utilidade para a classificação etnológica dos ovinos Churros Portugueses. Neste contexto, verifica-se com alta significação estatística, a existência de dois grupos especialmente homogéneos morfometricamente: Churro Bragançano - Churro Mirandês e Churro da Terra Quente - Churro Badano - Churro Mondegueiro. A raça Churro Algarvio é a de maior identidade morfométrica. Com relação ao grupo Churro do Campo, o seu espaço morfométrico é a expressão do seu isolamento geográfico e da adaptação ao meio ambiente em que tem sido explorado. Numa perspectiva morfométrica foram igualmente estudadas as relações dos ovinos Churros Portugueses com oito raças ovinas espanholas, tendo-se evidenciado uma relação estreita entre o Churro do Campo e Churro Mirandês com o tronco Merino Espanhol. 57 morphometric measurements taken on the cranium and mecacarpus of a total 21 O adult ewes, 30 of each group of the 7 sheep breeds of Portuguese Churro group, were utilized in order to obtain information about their morphometric structure and to contribute to an ethnologic classification of these populations. Although the possibility ofmaxim discrimination is 89,05%, through 18 morphometric variables (13 cranial and 5 metacarpal) it is possible, with statistical significance, to discriminare 79,52% of Portuguese Churro breeds. The results indicate the great interest of cranium and metacarpus for discriminating these sheep populations, affording information which, associated with other sources, it's of great utility to study the ethnology of the Portuguese Churro. From the results we verify with highly statistical significance, the existence of two groups, specially morphometrically homogeneous: Churro Bragançano - Churro Mirandês and Churro da Terra Quente- Churro Badano- Churro Mondegueiro. Churro Algarvio is the breed with higher morphometric identity. Reporting to Churro do Campo, its morphometric space is the expression of its geographical isolation and adaptation to the hostile environment where it has been explored. ln a morphometric perspective, the relationships between these Portuguese sheep breeds and 8 Spanish sheep breeds, are also studied, and from the results is evident a morphometric relation between Churro do Campo and Churro Mirandês with Spanish Merino trunk.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/6598
Appears in Collections:CA - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
tese doutoramento.pdf38,42 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE