Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Produção e Tecnologia Vegetal >
PTV - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6039

Título: Protecção contra a traça da oliveira, Prays oleae Bern. em olivicultura biológica.
Autor: Torres, L.
Bento, Albino
Pereira, J.A.
Palavras-chave: Oliveira
Limitação natural
Bacillus thuringiensis
Tratamento biológico
Confusão sexual
Issue Date: 2003
Editora: Escola Superior Agrária de Coimbra
Citação: Torres, L.M.; Bento, A.; Pereira, J.A. (2003) - Protecção contra a traça da oliveira, Prays oleae Bern. em olvicultura biológica. In Actas do I Colóquio Nacional de Horticultura Biológica. Coimbra, p. 65-72
Resumo: Com uma área correspondente a mais de 30% da área certificada em agricultura biológica em Portugal, o olival e também, no país, uma das culturas com maior potencial de crescimento segundo este modo de produção. Tal potencial só poderá no entanto, concretizar-se desde que sejam dispensados a cultura as cuidados adequados, nomeadamente ao nível da protecção contra pragas e doenças, como forma de garantir uma produção rentável, num mercado cada vez mais competitivo. Entre as pragas da oliveira que deverão ser alvo de medidas de protecção, destaca-se, pela gravidade dos prejuízos que pode ocasionar, a traça-da-oliveira, Prays aleae (Bern.), espécie que, desenvolvendo três gerações anuais, ataca sucessivamente, folhas, flores e frutos. Na presente comunicação analisam-se as principais estratégias de protecção disponíveis contra esta praga em olivicultura biológica, assim como os progressos em curso no sentido do desenvolvimento de novas estratégias. Refere-se, por um lado, a importância da valorização da acção da fauna auxiliar indígena e da luta microbiológica por meio de Bacillus turingiensis (Berliner). Par outro lado analisam-se as possibilidades do tratamento biológico com tricogramas e crisópideos, assim como da luta por confusão sexual.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/6039
Appears in Collections:PTV - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
PAC - 13.pdf2,93 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia