Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Ciências do Desporto e Educação Física >
DCDEF - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5424

Título: Determinantes da incidência da obesidade na coorte EPIPorto
Autor: Camões, Miguel
Lopes, Carla
Issue Date: 2007
Editora: Núcleo de Endocrinologia, Diabetes & Obesidade
Citação: Camões, Miguel; Lopes, Carla (2007) - Determinantes da incidência da obesidade na coorte EPIPorto. In Endocrinologia, Diabetes e Obesidade. Lisboa
Resumo: Objectivo: Identificar o contributo das características demográficas, sociais e comportamentais na incidência de obesidade numa população urbana de Portugal. Métodos: Fazendo parte do estudo de coorte EPIPorto, avaliaram-se prospectivamente 1515 adultos (18-92 anos), residentes no Porto, seleccionados pela técnica de aleatorização de dígitos telefónicos. Os períodos de avaliação decorreram entre 1999-2003 e 2005-2007. Mediu-se o peso e altura em todos os participantes e foram classificados como obesos os indivíduos com IMC≥30 kg/m2. A informação foi recolhida através de um questionário estruturado, compreendendo questões acerca das características demográficas, sociais e comportamentais. Estimou-se a associação entre os determinantes e a incidência de obesidade, usando a regressão de Poisson. Resultados: A taxa de incidência de obesidade entre os adultos do Porto foi de 1,9 (1,5-2,5) nas mulheres e de 1,1 (0,7-1,6) nos homens, por 100 pessoas ano. Em análise univariada, a incidência de obesidade associou-se inversamente com o sexo masculino, com o nível de escolaridade, com os fumadores regulares, com a ingestão energética, com o consumo moderado de álcool, e com o nível moderado de actividade física de lazer. Pelo contrário, foram encontradas associações positivas entre a idade, a ingestão de hidratos de carbono e a incidência de obesidade. Em análise multivariada, os indivíduos mais velhos (≥65 anos) apresentaram 2,6 vezes mais risco de se tornarem obesos quando comparados com os mais novos (18-44 anos). Mantiveram-se após ajuste, associações inversas significativas entre o nível de escolaridade (>11 anos vs. <5 anos), RR=0,51 (0,27-0,95), a actividade física de lazer (vigorosa vs. leve), RR=0.55 (0,32-0,95) e a incidência de obesidade. Conclusões: Nesta população, os principais determinantes de desenvolver obesidade foram a idade, o nível de escolaridade e a actividade física de lazer.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/5424
Appears in Collections:DCDEF - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
comuni_orais.pdf55,13 kBAdobe PDFView/Open
Abstract_Obesidade07_final.pdf62,81 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE