Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Ciências do Desporto e Educação Física >
DCDEF - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5424

Título: Determinantes da incidência da obesidade na coorte EPIPorto
Autor: Camões, Miguel
Lopes, Carla
Issue Date: 2007
Editora: Núcleo de Endocrinologia, Diabetes & Obesidade
Citação: Camões, Miguel; Lopes, Carla (2007) - Determinantes da incidência da obesidade na coorte EPIPorto. In Endocrinologia, Diabetes e Obesidade. Lisboa
Resumo: Objectivo: Identificar o contributo das características demográficas, sociais e comportamentais na incidência de obesidade numa população urbana de Portugal. Métodos: Fazendo parte do estudo de coorte EPIPorto, avaliaram-se prospectivamente 1515 adultos (18-92 anos), residentes no Porto, seleccionados pela técnica de aleatorização de dígitos telefónicos. Os períodos de avaliação decorreram entre 1999-2003 e 2005-2007. Mediu-se o peso e altura em todos os participantes e foram classificados como obesos os indivíduos com IMC≥30 kg/m2. A informação foi recolhida através de um questionário estruturado, compreendendo questões acerca das características demográficas, sociais e comportamentais. Estimou-se a associação entre os determinantes e a incidência de obesidade, usando a regressão de Poisson. Resultados: A taxa de incidência de obesidade entre os adultos do Porto foi de 1,9 (1,5-2,5) nas mulheres e de 1,1 (0,7-1,6) nos homens, por 100 pessoas ano. Em análise univariada, a incidência de obesidade associou-se inversamente com o sexo masculino, com o nível de escolaridade, com os fumadores regulares, com a ingestão energética, com o consumo moderado de álcool, e com o nível moderado de actividade física de lazer. Pelo contrário, foram encontradas associações positivas entre a idade, a ingestão de hidratos de carbono e a incidência de obesidade. Em análise multivariada, os indivíduos mais velhos (≥65 anos) apresentaram 2,6 vezes mais risco de se tornarem obesos quando comparados com os mais novos (18-44 anos). Mantiveram-se após ajuste, associações inversas significativas entre o nível de escolaridade (>11 anos vs. <5 anos), RR=0,51 (0,27-0,95), a actividade física de lazer (vigorosa vs. leve), RR=0.55 (0,32-0,95) e a incidência de obesidade. Conclusões: Nesta população, os principais determinantes de desenvolver obesidade foram a idade, o nível de escolaridade e a actividade física de lazer.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/5424
Appears in Collections:DCDEF - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
comuni_orais.pdf55,13 kBAdobe PDFView/Open
Abstract_Obesidade07_final.pdf62,81 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia