Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Teses de Mestrado >
TIC - TIC na Educação e Formação >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4814

Título: VirtualAclass: um ambiente de aprendizagem virtual como complemento da aprendizagem presencial numa disciplina do Ensino Secundário
Autor: Lima, Luísa
Orientador: Meirinhos, Manuel
Issue Date: 2010
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Educação
Citação: Lima, Luísa Maria Marques de Sousa (2010) - VirtualAclass: um ambiente de aprendizagem virtual como complemento da aprendizagem presencial numa disciplina do Ensino Secundário. Bragança : ESE. Relatório de Estágio para Obtenção de Grau de Mestre em TIC na Educação e Formação
Resumo: A vertigem da mudança parece ser o paradigma do momento. Tudo quanto nos rodeia se transmuta e redefine à medida que os avanços tecnológicos nos propiciam novas formas de actuar e de pensar. Todos os sectores da nossa sociedade são permeáveis à mudança e o ser humano adopta novos comportamentos. Só a escola parece ainda um pouco arredada de todo este cenário, tendo-se deixado ultrapassar no seu papel instigador de movimentos culturais e sociais. Enquanto os alunos mudam, construindo e desenvolvendo novas competências e interesses, a escola mantém-se frequentemente imutável, presa a metodologias e pedagogias conservadoras que não satisfazem nem se adequam aos novos discentes. No estudo realizado procuramos compreender como se processa a aprendizagem dos alunos em ambiente virtual como complemento à aprendizagem presencial. Durante cerca de quatro meses uma turma do ensino secundário (11º ano da disciplina de inglês) esteve inscrita numa sala de aula virtual - the virtualAclass - concebida na plataforma Edu2.0, onde se procurou criar um conjunto de situações de aprendizagem no âmbito do blended learning que favorecesse a construção de conhecimento através de trabalho autónomo de pesquisa, selecção e reflexão sobre os temas propostos, bem como através da utilização de diversas ferramentas colaborativas e da partilha e discussão que tais ferramentas possibilitam. Recorrendo à metodologia do estudo de caso procurou-se perceber como agiam e reagiam os alunos bem como as implicações ao nível da própria aprendizagem e da relação professor – aluno. Utilizando diversos métodos de recolha e análise de dados, entre os quais se destaca a análise sociométrica e a análise de conteúdos foi possível observar que a adesão dos alunos foi imediata tendo os resultados obtidos apontado para um acréscimo incontornável da sua participação, para o desenvolvimento de competências no âmbito das TIC, dos hábitos de colaboração e de partilha, bem como de uma nova dinâmica ao nível das interacções sociais. A relação didáctica sofreu várias alterações ao longo ao longo do tempo de estudo, tendo os alunos concluído que os papéis de ambos, professor e alunos, se aproximaram e influenciaram reciprocamente. Aprender tornou-se um processo dinâmico que se estendeu para lá das fronteiras espácio-temporais da escola e do currículo, demonstrando que a sala de aula pode ser ubíqua, que a escola, como apontava McLuhan, já não tem muros: é global.The whole concept of change seems to be today’s paradigm. Everything that surrounds us is transformed and redefined as technological advances provide us with new attitudes and ways of thinking. All sectors of society are subject to change and man adopts new attitudes. Only the school seems to remain excluded from this whole scenario, left behind in its role as motor of cultural and social movements. While students change, building and developing new skills and interests, the school often remains unchanged, tied to conservative methodologies and pedagogies that do not satisfy or suit the new students. This study is an attempt to understand how students' learning would develop in a virtual environment designed to complement classroom learning. For about four months a group of secondary school students enrolled in a virtual classroom - the virtualAclass, designed in the online platform Edu2.0, where we sought to create a set of blended learning situations that would favor the construction of knowledge through independent research work, selection and reflection n the proposed issues, as well as through the use of various collaborative tools and the discussion and sharing these tools allow. Using the methodology of case study we sought to understand how the students acted and reacted as well as the implications for their own learning and the teacher - student relationship. Using several methods for collecting and analyzing data, among which we highlight sociometric analysis and content analysis, it was observed that the involvement of the students was immediate with the results pointing to an undeniable increase in participation, the development of skills in ICT, habits of cooperation and sharing, as well as a new dynamic at the level of social interactions. The pedagogical relationship has undergone several changes throughout this experience, leading students to conclude that the roles of both teacher and students became more similar and influenced each other. Learning has become a dynamic process that extended beyond the boundaries of space and time set by the school and the curriculum, proving that the classroom can be ubiquitous, that the school, as McLuhan pointed out, has no walls: it is global.
Descrição: Orientado por Dr. Manuel Meirinhos
URI: http://hdl.handle.net/10198/4814
Appears in Collections:TIC - TIC na Educação e Formação

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Trabalhof1_REVISTOfinal1.pdf2,97 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE