Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/4205
Título: A obra diarística de Torga: um olhar reflexivo sobre o diário VI
Autor: Guerreiro, Carla Alexandra do Espírito Santo
Data: 2007
Editora: Câmara Municipal de Bragança
Citação: Guerreiro, Carla Alexandra do espírito Santo (2007) - A obra diarística de Torga: um olhar reflexivo sobre o diário VI. In Actas do 6º colóquio anual da lusofonia Bragança. Bragança: Câmara Municipal de Bragança. p. 173-179. ISBN 978-989-95891-0-0
Resumo: Se é verdade que existe um problemática literária do diário íntimo, ela torna-se mais flagrante na época contemporânea, em que o autor, ao escrever o diário, sabe, à partida, que ele vai ser publicado, assumindo a publicidade das suas confidências e mesmo da sua publicação ainda em vida. É o caso do escritor sobre o qual reflectiremos, Miguel Torga. O diário íntimo é um acto fundamental de afirmação de uma pessoa, ele é destruidor de toda e qualquer ficção, na medida em que destrói a noção de personagem, que se dilui no eu. A escrita diarística caracteriza-se por uma contenção expressiva próxima da linguagem poética ou aforismo (como é visível no Diário de Torga, em que textos poéticos e em prosa se complementam, contribuindo para a singularidade da obra). No diário, o tempo é apresentado no seu fluir, a emergir e a sumir-se e não há capítulo final porque todos o são e nenhum o é. Nenhuma imagem é definitiva, apenas reflexo de uma ansiedade que nunca se extingue. Ao contrário da autobiografia, que é una, o diário é plural e como que é constituído por mil e uma biografias, sempre repetidas e inacabadas. O volume VI do Diário de Torga, obra representativa da sua obra diarística, é escrito num estilo clássico e conciso em que nada é deixado ao acaso, oferecendo uma sensação de unidade acabada. O seu Diário é a expressão de uma época e itinerário de um homem português, com os seus tormentos e ilusões, “ d'antes quebrar que torcer”. Torga é um homem empenhado nas realidades do seu tempo, condição de que dá abundantes provas, jamais se escusando a participar plenamente nas realidades social e política que lhe couberam viver. De resto, todas as páginas da sua obra diarística serão testemunho dessa forma de orgulho, que ele quis manter até ao fim.
URI: http://hdl.handle.net/10198/4205
ISBN: 978-989-95891-0-0
Aparece nas colecções:DPO - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
actas2007.pdf177,68 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.