Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Português >
DPO - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4205

Título: A obra diarística de Torga: um olhar reflexivo sobre o diário VI
Autor: Guerreiro, Carla Alexandra do Espírito Santo
Issue Date: 2007
Editora: Câmara Municipal de Bragança
Citação: Guerreiro, Carla Alexandra do espírito Santo (2007) - A obra diarística de Torga: um olhar reflexivo sobre o diário VI. In Actas do 6º colóquio anual da lusofonia Bragança. Bragança: Câmara Municipal de Bragança. p. 173-179. ISBN 978-989-95891-0-0
Resumo: Se é verdade que existe um problemática literária do diário íntimo, ela torna-se mais flagrante na época contemporânea, em que o autor, ao escrever o diário, sabe, à partida, que ele vai ser publicado, assumindo a publicidade das suas confidências e mesmo da sua publicação ainda em vida. É o caso do escritor sobre o qual reflectiremos, Miguel Torga. O diário íntimo é um acto fundamental de afirmação de uma pessoa, ele é destruidor de toda e qualquer ficção, na medida em que destrói a noção de personagem, que se dilui no eu. A escrita diarística caracteriza-se por uma contenção expressiva próxima da linguagem poética ou aforismo (como é visível no Diário de Torga, em que textos poéticos e em prosa se complementam, contribuindo para a singularidade da obra). No diário, o tempo é apresentado no seu fluir, a emergir e a sumir-se e não há capítulo final porque todos o são e nenhum o é. Nenhuma imagem é definitiva, apenas reflexo de uma ansiedade que nunca se extingue. Ao contrário da autobiografia, que é una, o diário é plural e como que é constituído por mil e uma biografias, sempre repetidas e inacabadas. O volume VI do Diário de Torga, obra representativa da sua obra diarística, é escrito num estilo clássico e conciso em que nada é deixado ao acaso, oferecendo uma sensação de unidade acabada. O seu Diário é a expressão de uma época e itinerário de um homem português, com os seus tormentos e ilusões, “ d'antes quebrar que torcer”. Torga é um homem empenhado nas realidades do seu tempo, condição de que dá abundantes provas, jamais se escusando a participar plenamente nas realidades social e política que lhe couberam viver. De resto, todas as páginas da sua obra diarística serão testemunho dessa forma de orgulho, que ele quis manter até ao fim.
URI: http://hdl.handle.net/10198/4205
ISBN: 978-989-95891-0-0
Appears in Collections:DPO - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
actas2007.pdf177,68 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia