Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Ciências Sociais e Gerontologia >
CSG - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/2668

Título: Solidão em idosos do meio rural do concelho de Bragança
Autor: Fernandes, Hélder
Palavras-chave: Percepção
Solidão
Comunitarismo
Idosos
Envelhecimento
Perception
Loneliness
Communitarian
Aged
Aging
Issue Date: 2007
Editora: Universidade do Porto. Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação
Citação: Fernandes, Hélder (2007) - Solidão em idosos do meio rural do concelho de Bragança. Porto: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação. Dissertação de Mestrado em Psicologia com especialização em Psicologia do Idoso
Resumo: Após o enquadramento teórico onde se exploram os conceitos sobre o envelhecimento e a solidão, e também sobre a situação de saúde, inicia-se a parte prática no sentido de procurar encontrar os níveis de solidão subjectiva que os idosos reconhecem neles próprios. Objectivo: Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, utilizando dois instrumentos de medida, um deles, a escala SELSA, concebida por DiTommaso, Brannen e Best (2004); e outro, a escala UCLA, traduzida e validada para a população Portuguesa por Neto (1989). Metodologia: A amostra inclui 179 idosos, 56 da aldeia de Rio de Onor e 123 da aldeia de Parada, com idades compreendidas entre os 60 e os 92 anos. A variabilidade dos itens e as componentes de solidão associadas à diferença entre as características da amostra foi testada através do teste ANOVA e X2. Na análise factorial realizada para os itens da escala SELSA, (DiTommaso, Brannen e Best, 2004) foi aceite o nível de saturação de valores iguais ou superiores a 0.4 e a consistência interna dos itens de cada componente foi testada através do alpha de Cronbach, tendo sido aceite a consistência interna a partir de valores iguais ou superiores a 0.7. Posteriormente foram feitas análises de variância (ANOVA) dos níveis de solidão por variáveis de caracterização. Resultados: Foi encontrado que as variáveis sociodemográficas, de saúde e antropométricas influenciam o nível de percepção subjectiva de solidão. Conclusão: Foi confirmada a Hipótese central do estudo: existe uma correlação positiva entre a maioria dos itens da escala SELSA de DiTommaso, Brannen e Best (2004) e os valores relativos à percepção subjectiva de solidão sentida pelos idosos. Foi confirmado que existem diferenças estatisticamente significativas entre os níveis de percepção subjectiva de solidão sentida por idosos na dimensão social. Verificaram-se relações entre a percepção subjectiva de solidão, as variáveis de caracterização sócio-demográfica e as variáveis de caracterização do estado de saúde. After the theoretical framing where if they explore the concepts on the aging and the loneliness, and also on the health situation, initiates it part practical in the direction to look for to find the levels of subjective loneliness that the aged ones recognize in proper them. Objective: Is a exploratory and descriptive study, using two instruments of measure, one of them, scale SELSA, conceived for DiTommaso, Brannen and Best (2004); and another one, the scale UCLA, translated and validated for the Portuguese population for Neto (1989). Methodology: The sample includes 179 aged ones, 56 of the village of Rio de Onor and 123 of the village of Parada, with ages understood between the 60 and 92 years. The variability of the item and the components of loneliness associates to the difference enter the characteristics of the sample were tested through test ANOVA and X2. In the carried through factorial analysis for the items’ of scale SELSA, (DiTommaso, Brannen and Best, 2004) has accepted the level of saturation of equal values or superior the 0,4 and internal consistency of the items’ of each component was tested through alpha of Cronbach, having been it has accepted the internal consistency from equal or superior values the 0.7. Later analyses of variance (ANOVA) of the levels of loneliness for characterization variable had been made. Results: It was found that the sociodemographics variables, health and anthropometrics, influence the level of subjective perception of loneliness. Conclusion: The central hypothesis of the study was confirmed: a positive correlation exists enters the relative majority of the item of scale SELSA of DiTommaso, Brannen e Best (2004) and values to the subjective perception of loneliness felt for the aged ones. It was confirmed that significant differences between the levels of subjective perception of loneliness felt for aged exist statistical in the social dimension. Relations between the subjective perception of loneliness, the variable of sociodemographic characterization and the variable of characterization of the health state had been verified.
URI: http://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/23698
http://hdl.handle.net/10198/2668
Appears in Collections:CSG - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Solidao em idosos do meio rural do concelho de Braganca.pdf1,12 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE