Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Tecnologia e Gestão >
Teses de Mestrado >
EQ - Engenharia Química >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/1998

Título: Estudo do teor de alicina em alho
Autor: Mendes, Patrícia Alexandra Pinto
Orientador: Silva, José A.C.
Palavras-chave: Alho
Alicina
HPLC
Espectrofotometria
Garlic
Allicin
Spectophotometry
Issue Date: 2008
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e de Gestão
Citação: Mendes, Patrícia Alexandra Pinto - Estudo do teor de alicina em alho. Bragança, ESTIG: 2008. Dissertação de Mestrado em Engenharia Química
Resumo: A alicina (dialil-tiosulfinato) é o componente biológico mais activo no alho com inúmeras aplicações a nível da saúde, já conhecida desde décadas. Existem actualmente diversos métodos publicados para a determinação do teor de alicina no alho por HPLC e espectrofotometria. No entanto, os resultados mostram discordância no teor de alicina medido pelos vários métodos. Este estudo tem por objectivo a determinação do teor de alicina por métodos de HPLC e espectrofotometria; e comparação dos seus resultados. Os métodos de HPLC usados neste estudo foram os propostos por Eagling e Sterling1 e pelo Institute for Nutraceutical Advancement (INA)2. Através do primeiro método, que se baseia na introdução de um padrão interno (PI) na amostra e a sua análise por HPLC, obteve-se uma concentração média de 2.0 mgalicina/galho hum ± 0.32. No método INA, que consiste num método de padrão externo de alicina obtido por uma técnica de extracção em fase sólida (SPE) obteve-se uma concentração de alicina média no alho de 5.4 mgalicina/galho hum ± 0.70. Os métodos de espectrofotometria usados para o estudo foram os propostos por Lawson3 e por Miron4. Através do primeiro método, que se baseia na reacção de cisteína em excesso com alicina, obteve-se uma concentração de alicina média no alho de 0.9 mgalicina/galho hum ± 0.48. No segundo método, que se baseia na reacção de 4MP em excesso com alicina, obteve-se uma concentração de alicina média no alho de 2.5 mgalicina/galho hum ± 0.30. Allicin (diallyl-thiosulfinate) has been known for decades and is the main biologically active component in garlic with numerous applications in health. Actually there exist several methods for the determination of Allicin content in garlic by HPLC and Spectophotometry, however, the results published of the various methods don’t coincide. The objective of this study is to determine the allicin content by HPLC, espectophotometry and to evaluate the results obtained. The HPLC methods used for this study were taken from Eagling and Sterling1 and from the Institute for Nutraceutical Advancement (INA) 2. By the first method which consists of a mixture of an internal standard (PI) in the sample and HPLC assay, results a medium allicin concentration of 2.0 mgallicin/ggarlic ± 0.32. Using the INA method which consists of an external standard method of allicin, obtained by a solid phase extraction (SPE), results a medium allicin concentration of 5.02 mgalicina/galho hum ± 0.39. The spectophotometric methods used for this study were proposed by Lawson3 and Miron4. Through the first method which consists on the reaction of cysteine in excess with allicin, results a medium allicin concentration of 0.9 mgalicina/galho hum ± 0.48. With the second method, witch consists on the reaction of 4MP in excess with allicin, results a medium allicin concentration of 2.5 mgalicina/galho hum ± 0.30.
URI: http://hdl.handle.net/10198/1998
Appears in Collections:EQ - Engenharia Química

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Patrícia_Mendes_MEQ_2008.pdf758,25 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE