Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/1560
Título: Os professores estagiários e a unidade de Estatística do 6.º ano - O ensino do tema e as dificuldades sentidas.
Autor: Barros, Paula Maria
Palavras-chave: Estatística
Professores estagiários
Prática lectiva
Dificuldades
2º Ciclo do Ensino Básico
Data: 2004
Editora: Centro de Investigação em Educação. Instituto de Educação e Psicologia da Universidade do Minho
Citação: Barros, Paula Maria (2004) - Ensino e aprendizagem de probabilidades e estatística. In 1.º Encontro de probabilidades e estatística na escola. p.127-164. ISBN 972-8746-20-2
Resumo: A estatística e as probabilidades têm adquirido visibilidade nos currículos escolares desde os níveis mais elementares. Consequentemente, é importante reflectir sobre a formação que possuem os futuros professores que vão ensinar essas temáticas. Tendo como ponto de partida esta preocupação, realizou-se uma investigação com três alunas estagiárias (a Joana, a Teresa e a Maria), que leccionaram a unidade de Estatística de 6º ano, com o intuito de identificar as suas dificuldades no planeamento e execução de aulas sobre o tema e de descobrir os factores subjacentes às opções que adoptam na sua prática lectiva. Assim, tendo como referência uma metodologia de estudo de caso, acompanhou-se o percurso de cada uma das estagiárias durante o ensino da unidade de Estatística através de observação de aulas, conversas informais e recolha de documentos escritos. A cada estagiária foram, ainda, realizadas duas entrevistas, uma antes de leccionar a unidade, visando a recolha de dados sobre a sua relação com a estocástica, e outra após leccionar a unidade, com o objectivo de discutir dificuldades sentidas e clarificar opções metodológicas. No que diz respeito à prática pedagógica, as estagiárias revelaram algumas dificuldades comuns, nomeadamente em encontrar estratégias diversificadas e alguma insegurança em termos conceptuais. Verificou-se, ainda, que as opções metodológicas foram, essencialmente, influenciadas pelos manuais escolares, pelos constrangimentos inerentes à condição de alunas estagiárias, pelo tempo disponível para dedicar aos conteúdos, pelas características da turma e por dificuldades a nível do conhecimento científico ou didáctico. Tendo estas últimas uma influência preponderante na discriminação de determinadas tarefas. Em termos gerais, constatou-se que, do ponto de vista científico, a prática nem sempre induziu a uma reflexão sobre as dificuldades, pois, por vezes, esta atitude introspectiva teve de ser provocada pela investigadora.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/1560
ISBN: 972-8746-20-2
Aparece nas colecções:DEMAT - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Actas do I Encontro PE na escola - Os professores estagiários e a unidade de Estatística do 6.º ano.pdf208,4 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.