Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/14437
Título: Evaluation of management models in a trial of Castanea sativa Mill. coppice in Northern Portugal
Autor: Iamshchikov, Vladislav
Orientador: Sameiro, Maria do Sameiro
Nunes, Luís
Prikhodko, Olga
Palavras-chave: Sweet chestnut
Silviculture
Height-diameter equations
Timber production
Sustainable management models
Data de Defesa: 2017
Resumo: The sweet chestnut (Castanea sativa Mill.) is a valuable species in Portugal, namely in Northeast region, for both fruit and timber. So, a differentiation of management options is needed as an alternative to the traditional practices. The main target of our study was to evaluate three different silvicultural management models that have been tested since 1994 in a trial established in “Serra da Padrela” (41º 30’ 41’’N, 7º 37’ 15’’ W ), North of Portugal. This trial is composed by four permanent plots established in a coppice that resulted from the final cut of a sweet chestnut high-forest stand in 1992. These silvicultural management models aim to produce wood of small (P1 = Model 1), medium (P2 = Model 2) and large (P4 = Model 3) dimensions. A control plot was established without any type of silviculture which corresponds to the most of the existing chestnut coppices (P3 = without intervention). At 24 years old, we analyze the growth and yield under different management models as well as the potentiality to produce timber. Height-diameter equations were fitted to improve the existing equations. Dendrometrical measurements were made in all plots in the dormancy of 2016/2017. The evolution of main stand variables over time, under the different silvicultural management models, was analyzed and compared to respective reference models. The results show that Model 1 is in accordance to the expected values in reference models (mean diameter 14-25 cm at 25-30 years). In the plot without intervention the same basal area of plot 1 is obtained (G 30.9 m2 ha-1) but with an inferior quadratic mean diameter. In this plot there is a natural reduction in the number of shoots almost equivalent to that imposed to P1 by thinnings. Relatively to mortality, a strong reduction of density was observed in plot 3 due to the high competition. In Models 2 and 3 the observed growth follows closely the expected for this growth stage of the coppice. The quality of the individual shoots for wood is clearly superior to that of the plot without intervention although the dominant trees may have similar growth rates. Comparing the mean dendrometric values, higher values were observed in plots with the models application. The results also show that when the wood is to be used for saw-timber, silvicultural intervention is essential.
O castanheiro europeu (Castanea sativa Mill.) é uma espécie muito valorizada em Portugal, principalmente na região Norte do país, tanto para fruto como para madeira. Assim, é necessário diferenciar as opções de gestão como uma alternativa às práticas tradicionais. O principal objetivo deste estudo foi a avaliação de três diferentes modelos de gestão silvícola que têm vindo a ser testados desde 1994 num ensaio estabelecido na Serra da Padrela (41º 30’ 41’’N, 7º 37’ 15’’ W), no Norte de Portugal. Este ensaio consiste em quatro parcelas permanentes instaladas numa talhadia que resultou do corte final de um alto fuste de castanheiro em 1992. Foram considerados 3 novos modelos de gestão silvícola com o objetivo de testar modelos para produção de madeira de pequenas (P1 = Modelo 1), médias (P2 = Modelo 2) e grandes dimensões (P4 = Modelo 3). Foi estabelecida uma parcela de controlo sem qualquer tipo de silvicultura e que corresponde à maioria das áreas de talhadia de castanheiro existentes (P3 = sem intervenção). Aos 24 anos de idade avalia-se o crescimento e produção para os diferentes modelos de gestão aplicados, bem como o seu potencial para produção de madeira, e comparam-se com a não intervenção. Foram ajustadas equações hipsométricas para melhorar as existentes. Foram feitas medições dendrométricas em todas as parcelas no repouso vegetativo de 2016/2017. Analisou-se a evolução das principais variáveis do povoamento para os diferentes modelos de gestão silvícola ao longo do tempo e compararam-se com os respetivos modelos de referência. Os resultados mostraram que o Modelo 1 está dentro dos valores esperados (diâmetro médio 14-25 cm aos 25-30 anos). No modelo sem intervenção consegue-se a mesma área basal G 30.9 m2 ha-1 mas com um diâmetro da árvore de área basal média inferior. Nesta parcela verifica-se uma redução no número de varas da mesma ordem de grandeza da imposta à P1 pelos desbastes. No que respeita à mortalidade observou-se uma forte redução da densidade na P3 devido à elevada competição. Nos Modelos 2 e 3, o crescimento observado acompanha o esperado para esta fase de crescimento da talhadia. A qualidade das varas individuais para madeira é claramente superior à da parcela sem intervenção (P3) muito embora as árvores dominantes possam apresentar crescimentos semelhantes. Comparando os valores dendrométricos médios observam-se valores superiores nas parcelas intervencionadas. Os resultados também mostram que quando se pretende a valorização do material lenhoso para serração a intervenção silvícola é essencial.
URI: http://hdl.handle.net/10198/14437
Designação: Mestrado em Gestão dos Recursos Florestais
Aparece nas colecções:GRF - Gestão de Recursos Florestais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Vladislav Iamschikov Thesis (Master degree 2017 year IPB ESA).pdf2,18 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.