Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/1298
Título: Caracterização fenólica de extractos tanínicos de casca de Pinus pinaster
Autor: Brito, Paulo
Coimbra, Patrícia
Pepino, Lina
Jorge, Fernando Caldeira
Costa, Rui Pereira da
Gil, Maria Helena
Portugal, António
Palavras-chave: Casca de Pinheiro
Extracção
Fenólicos
Taninos Condensados
Caracterização
Adesivos
Data: 2001
Citação: Brito, Paulo; Coimbra, Patrícia; Pepino, Lina; Jorge, Fernando Caldeira; Costa, Rui Pereira da; Gil, Maria Helena; Portugal, António (2001) - Caracterização fenólica de extractos tanínicos de casca de Pinus pinaster. In 8ª Conferência Internacional de Engenharia Química. Aveiro. p. 1549-1556. ISBN 972-789-041-5.
Resumo: Os Taninos são compostos polifenólicos naturais, divididos normalmente em dois grandes grupos, não relacionados estruturalmente entre si: Taninos Hidrolizáveis e Taninos Condensados (ou Proantocianidinas). A principal característica destes compostos consiste na sua capacidade de complexarem e precipitarem proteínas. Podem igualmente condensar com formaldeído ou mesmo autocondensar, sem a presença de qualquer agente reticulante externo. Desse modo, são potenciais intervenientes na síntese de adesivos sem recurso ao uso de aldeídos. Os taninos condensados são bastante comuns e apresentam teores razoáveis em vários tecidos vegetais de uma variedade considerável de espécies. Estes compostos são polímeros ou oligómeros complexos, de unidades f1avanóides, nomeadamente flavan-3-óis e f1avan-3,4-dióis, que podem ser isolados em quantidades significativas da casca de algumas espécies de árvore, entre as quais, as do género Pinus. Pinus pinaster (ou Pinheiro Marítimo ou Bravo) é a principal espécie florestal em Portugal, e a sua casca é especialmente rica em taninos condensados (procianidinas e, com teores inferiores, prodelfinidinas). Portanto, a casca de Pinus pinaster pode-se constituir como uma fonte viável de compostos polifenólicos naturais, e pode ser utilizada com sucesso na substituição total ou parcial de fenol ou resorcinol em resinas sintéticas convencionais para a indústria de aglomerados de madeira. O objectivo deste trabalho consiste na caracterização dos compostos fenólicos presentes em extractos comerciais de diversas origens e em extractos de Pinheiro obtidos com diferentes tipos de solventes alcalinos através da conjugação de várias técnicas de análise, nomeadamente TLC e colorimetria.
URI: http://hdl.handle.net/10198/1298
ISBN: 972-789-041-5
Aparece nas colecções:CIMO - Artigos em Proceedings Não Indexados à WoS/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2001_chempor_Brito_et_al.pdf1,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.