Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/11918
Título: Estudo do empreendedorismo no sistema de ensino em Angola caso da província do Kuanza Sul
Autor: João, Manuel Raúl
Orientador: Fernandes, Paula O.
Praça, Lídia Galvão
Palavras-chave: Empreendedor
Empreendedorismo
Sistema de ensino
Kuanza Sul
Angola
Data de Defesa: 2014
Resumo: O presente estudo tem por objetivo, avaliar a capacidade empreendedora, no sistema de ensino angolano, caso da província do Kuanza Sul, entre os estudantes do ensino técnico. Para recolher os dados, aplicou-se inquéritos por questionário aos estudantes do primeiro ao terceiro ano, com idades compreendida dos 14 aos 54 anos. Fez-se uma análise sociodemográfica, perceção sobre o futuro dos inquiridos e a análise de capacidade empreendedora. A amostra é constituída por 655 estudantes. Assumiu-se um erro amostral de 3,51%, um nível de significância de 5%. Das 20 províncias, o Kuanza Sul teve maior expressão. A nível de escolas, foi o Instituto Médio Politécnico do Sumbe e o Centro de Formação Profissional do Cuacra que tiveram maior expressão. Dos resultados obtidos observou-se uma predisposição para o empreendedorismo e existência de diferenças estatísticas por variável de caracterização sociodemográficas (sexo, sistema de ensino) relativamente à Capacidade Empreendedora. Ainda, registou-se, uma relação entre Capacidade Empreendedora e as Dimensões Independência, Criatividade, Motivação, Autodisciplina, Autoconfiança, Capacidade de risco e a experiência empresarial familiar. Salientar que 59%, dos inquiridos tem um familiar próximo empresário. Observou-se, também, que 318 indivíduos já tiveram alguma atividade remunerada, pretendem trabalhar na função pública após o término das suas graduações, criar uma empresa e o seu próprio negócio. A curto prazo, esperam no máximo 2 anos, para iniciar e montar um negócio, beneficiará o mercado angolano e local. Os riscos temidos são os do negócio falir e incertezas no rendimento. Os entraves à criação de empresas em Angola são a burocracia e dificuldades em obter financiamentos (bancos, capital, de riscos, etc.). Acreditam que o sistema educativo angolano desenvolve predisposição para criarem a própria empresa.
This study aims to assess the entrepreneurial capacity in the Angolan education system, case of Kwanza Sul province, among students of technical education. To collect the data it was applied questionnaire surveys to students from first to third curricular year, with ages between 14 to 54 years. A socio-demographic analysis, perception about the future of the respondents and the entrepreneurial capacity has been made. The sample consists of 655 students. It was assumed a sampling error of 3,51%, a significance level of 5%. Of the 20 provinces, the Kwanza Sul had more expression. The Instituto Médio Politécnico do Sumbe and the Centro de Formação Profissional do Cuacra that achieved more expression. From the results it was observed a predisposition to entrepreneurship and there are statistical differences by variable socio-demographic characteristics (gender, education system) for the Entrepreneurial Capacity. Also, there was a relationship between Entrepreneurial Capacity and dimensions Independence, Creativity, Motivation, Self-discipline, Self-confidence, Risk capacity and the family business experience. Point out that 59% of respondents have a close business owner. There was also that 318 individuals have already had some paid work, want to work in the public service after the completion of their degrees, start a business and your own business. In the short term, expect a maximum of 2 years to start and set up a business, benefit the Angolan and local market. The dreaded risks are the business fail and uncertainties in income. Barriers to the creation of companies in Angola are the bureaucracy and difficulties in obtaining financing (banks, capital, risk, etc.). They believe that the Angolan education system develops predisposition to create the company itself.
Este estudio tiene como objetivo evaluar la capacidad emprendedora en el sistema educativo de Angola, el caso de la provincia de Kwanza Sul, entre los estudiantes de la educación técnica. Para recoger los datos se aplicarón cuestionarios a los estudiantes del primero a tercer año curricular, con edades de entre 14 y 54 años. Un análisis sociodemográfico, la percepción sobre el futuro de los encuestados y el análisis de la iniciativa empresarial se ha hecho. La muestra se compone de 655 estudiantes. Se asumió un margen de error de 3,51%, un nivel de significación del 5%. De las 20 provincias, el Kwanza Sul tuvo más expresión. A nivel de las escuelas, fue el Instituto Médio Politécnico do Sumbe y el Centro de Formação Profissional do Cuacra que presentarón resultados más elevados. De los resultados se observó una predisposición a la iniciativa empresarial y hay diferencias estadísticas por características variables sociodemográficas (sexo, sistema de educación) para la Capacidad Emprendedora. Sin embargo, había una relación entre la Capacidad Empresarial y de las dimensiones de la Independencia, la Creatividad, Motivación, Auto-disciplina, Confianza en sí mismo, Capacidad de riesgo y la experiencia de la empresa familiar. Señala que el 59% de los encuestados tiene un familiar empresario próximo. Aún, 318 personas ya han tenido algún trabajo remunerado, quieren trabajar en el servicio público después de la finalización de sus estudios, iniciar un negocio y de su propio negocio. En el corto plazo, es de esperar un máximo de 2 años para iniciar y establecer un negocio, benefician al mercado angoleño y local. Los riesgos temidos son el negocio falla y la incertidumbre en los ingresos. Las barreras a la creación de empresas en Angola son la burocracia y las dificultades para obtener financiación (bancos, el capital riesgo, etc.). Ellos creen que el sistema educativo angoleño desarrolla predisposición para crear la propia empresa.
URI: http://hdl.handle.net/10198/11918
Designação: Mestrado em Gestão das Organizações, Ramo de Gestão de Empresas
Aparece nas colecções:GO - Gestão das Organizações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Manuel Raúl João.pdf839,23 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.