Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/9215
Título: Análise de azeites monovarietais com uma língua electrónica
Autor: Fernandes, Andreia Sofia Pires
Orientador: Dias, L.G.
Peres, António M.
Palavras-chave: Azeite monovarietal
Língua electrónica
Algoritmo de arrefecimento simulado
Análise discriminante linear
Data de Defesa: 2013
Resumo: O azeite é um produto alimentar que resulta da extração por processos físicos do óleo de azeitona que devido aos benefícios para a saúde, que advêm da sua composição química, e às características organoléticas que lhe conferem propriedades únicas, é um produto de valor acrescentado. Neste trabalho estudaram-se azeites monovarietais Portugueses e Espanhóis com a ajuda de uma língua electrónica potenciométrica contendo sensores lipídicos, sensores de sensibilidade cruzada. O objetivo foi verificar se esta ferramenta poderia discriminar azeites entre as variedades de azeitona Portuguesas (Cobrançosa, Madural e Verdeal Transmontana), variedades de azeitona Espanhola (Arbequina, Hojiblanca e Picual) e, globalmente, variedades Portuguesas-Espanholas. Neste trabalho usaram-se 18 amostras de azeite de 6 variedades diferentes (3 Portuguesas e 3 Espanholas) obtidas em dois anos de produção. Os estudos de discriminação foram efetuados recorrendo à técnica supervisionada análise discriminante linear que foi usada juntamente com o algoritmo de arrefecimento simulado para permitir a seleção do melhor modelo: menor número de sensores e maior % de classificações corretas nos dados originais e validação cruzada usando a técnica “leave-one-out”. A língua electrónica consegue diferenciar corretamente (100%) todos os azeites monovarietais Portugueses mas, nos azeites Espanhóis uma amostra da variedade Arbequina foi incorretamente classificada como sendo amostra de Hojiblanca, obtendo-se 97,5% de classificações corretas para a validação cruzada LOO. O estudo global, discriminação entre os azeites das três variedades Portuguesas e das três variedades Espanholas, mostrou que os perfis de sinais obtidos com a língua electrónica dos extratos dos azeites referentes à variedade Hojiblanca Espanhola são semelhantes aos das variedades Portuguesas. Esta semelhança foi estudada em mais pormenor, comparando-se os resultados obtidos dos extratos de azeite das variedades Portuguesas com cada uma das variedades Espanholas. Nestes estudos verificou-se que os azeites das variedades de azeitona Arbequina e Hojiblanca têm perfis de sinais da língua electrónica semelhantes aos azeites das variedades de azeitona Portuguesas, indicativo que possivelmente os consumidores Portugueses poderão apreciar sensorialmente estes azeites Espanhóis como sendo Portugueses. Só o azeite da variedade da azeitona Picual mostra diferenças significativas nos extratos hidro-etanólicos em relação aos azeites Portugueses.
Olive oil is a food product resulting from the extraction by physical processes of olive oil because of the health benefits that come from their chemical composition and organoleptic characteristics that confer unique properties, is a value-added product. In this work we studied Portuguese and Spanish monovarietal olive oils using a potentiometric electronic tongue containing lipo/polymeric cross-sensitivity sensors. The goal was to determine if this tool could discriminate between varieties of Portuguese olive oils (Cobrançosa, Madural and Verdeal Transmontana), Spanish olive varieties (Arbequina, Picual and Hojiblanca) and overall, Portuguese-Spanish varieties. In this study we used 18 samples of 6 different varieties of olive oil (3 Portuguese and 3 Spanish) obtained in two years of production. Studies of discrimination were made using a linear discriminant analysis together with the simulated annealing meta-heuristic variable selection algorithm, which enabled the selection of most informative variables (sensors), resulting in the best model: fewer sensors and a higher percentage of correct classification on the original data and using a leave-one-out cross-validation technique. The electronic tongue could differentiate correctly all monovarietal Portuguese olive oils. Concerning the Spanish olive oils studied, one sample analysis from Arbequina olive variety was incorrectly classified as Hojiblanca variety, yielding 97.5% of correct classification for cross-validation LOO. Regarding the discrimination between the olive oils of three Portuguese and three Spanish varieties, showed that the signal profiles of the electronic tongue recorded for Hojiblanca variety were similar to the Portuguese varieties. This similarity was studied in more detail, comparing all Portuguese varieties with each one of the Spanish varieties. In these studies it was found that Arbequina and Hojiblanca olive oils have electronic tongue signal profiles similar to the Portuguese varieties. Picual variety was significantly different from the Portuguese olive oils studied.
URI: http://hdl.handle.net/10198/9215
Designação: Mestrado em Qualidade e Segurança Alimentar
Aparece nas colecções:QSA - Qualidade e Segurança Alimentar

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Andreia Pires Fernandes.pdf1,9 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.