Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Biologia e Biotecnologia >
BB - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7388

Título: As pastagens semeadas anuais biodiversas ricas em leguminosas (PPSBRL), uma emulação da vegetação de Poetea bulbosae
Autor: Aguiar, Carlos
Pires, Jaime
Fernández-Núñez, E.
Palavras-chave: Pastagens semeadas
Leguminosas
Poetea bulbosae
Issue Date: 2010
Editora: ALFA-Associação Lusitana de Fitossociologia
Citação: Aguiar, C.; Pires, J.; Fernández-Núñez, E. (2010) - As pastagens semeadas anuais biodiversas ricas em leguminosas (PPSBRL), uma emulação da vegetação de Poetea bulbosae. In VIII Encontro Internacional da Associação Lusitana de Fitossociologia: “Novas Perspectivas da Fitossociologia”. Lisboa
Resumo: As PPSBRL caracterizam-se pelo uso de misturas de sementes, muito diversas em espécies/cultivares pratenses anuais melh oradas, entre as quais preponderam leguminosas do género Trifolium. O conceito de PPSBRL deve-se ao agrónomo português David Crespo. A sinecologia e a estrutura florística das PPSBRL e das pastagens de Poetea bulbosae (malhadas) são análogas, entre outros aspecto s, nas exigências bioclimáticas, na dinâmica anual da oferta de biomassa, na sensibilidade à mobilização do so lo, na dominância do Trifolium subterraneum, na necessidade de uma gestão cuidadosa do pastoreio nos primeiros anos de vida da pastagem de modo a favorecer a acumulação de sementes duras no solo, no efeito do pastoreio nas interacções competitivas leguminosa-gramínea, na penetração nas áreas de acarro de espécies nitrófilas de Onopordenea acanthii e de Sisymbrietalia officinalis, e na abundância em substratos ácidos de plantas de Polygono-Poetea annua, de Thero-Brometalia e de Apereta/ia spicae-venti. Os contactos catenais são também semelhantes: nos relevos convexos, exportadores de nutrientes e mais secos, verifica- se um influxo de espécies de Helianthemetea guttati, nas baixas húmidas ingressam nas pastagens as espécies de lsoeto-Nanojuncetea. Nas PPSBRL dominam, porém, biotipos praten ses melhorados alóctones, a fertilidade do solo é artificialmente incrementada e mantida com adubos e correctivos, e a pertu rbação pelo past oreio é frequente e intensa. Por isso, as PPSBRL são mais produtivas, e menos permeáveis a espécies indígenas pouco produtivas do que as malhadas. Sendo mais produtivas sequestram mais carbono no solo e fixam mais azoto. Admite-se também que as PPSBRL são mais resilientes perante eventos climáticos excessivos, e que a sua produtividade flutua menos no espaço e no tempo. A gestão das PPSBRL enfrenta porém alguns problemas: a depleção de fósforo no solo reduz a abundância de leguminosas; as leguminosas semeadas que não enterram as sementes perdem rapidamente dominância após a sementeira; faltam no mercado de gramíneas capazes de resistir a regimes de pastoreio frequente e severo em condições mediterrânicas; o pisoteio pelo gado pode conduzir a um aumento da densidade aparente do solo. O método fitossociológico, e o estudo botânico e ecológico das Poetea bulbosae podem ser, respectivamente, um instrumento, e uma importante fonte de inspiração Lisboa 13-16 Setembro 2010 no desenvolvimento de soluções de gestão para as PPSBRL. As tipologias fitossociológicas permitem uma identificação e qualificação expedita das malhadas; a aglomeração das espécies indígenas em tipos funcionais de resposta de base fitossociológica é indispensável para aprofundar a sinecologia das PPSBRL. Afiguram-se-nos importantes no futuro das PPSBRL a identificação de plantas pratenses passíveis de melhoramento em malhadas íntegras e produtivas, e o estudo do nicho de regeneração, da ecologia reprodutiva e da interacção com leguminosas arbustivas das características de Poetea bulbosae.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7388
Appears in Collections:BB - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
2010 Aguiar et al.pdf382,15 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE