Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Teses de Mestrado >
EA - Educação Ambiental >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5975

Título: Atitudes ambientais: um estudo com jovens do segundo e terceiro ciclo do ensino básico da região do Planalto Mirandês
Autor: Peres, Isaura Augusta Santiago
Orientador: Martins, Maria da Conceição
Issue Date: 2011
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Educação
Citação: Peres, Isaura Augusta Santiago (2011) - Atitudes ambientais: um estudo com jovens do segundo e terceiro ciclo do ensino básico da região do Planalto Mirandês. Bragança: ESE. Relatório de Estágio para Obtenção do Grau de Mestre em Educação Ambiental
Resumo: O interesse dos estudos sobre as relações entre o homem e o meio ambiente tem sido cada vez maior. Continuando nesta linha de investigação, realizou-se o presente estudo empírico que, aplicando hipóteses, métodos e tipo de amostras semelhantes a outros utilizados noutros estudos apresentados na literatura, pretende contribuir para a confirmação dos resultados e conclusões anteriores, bem como torna-los extensivos a outras populações. Para desenvolver a investigação escolheu-se a metodologia quantitativa com recurso ao inquérito por questionário, aplicado a 316 alunos, repartidos pelo segundo e terceiro ciclo do ensino básico das escolas do planalto mirandês, sendo 157 do sexo masculino e 159 do sexo feminino. Utilizou-se a Escala de Atitudes dos Jovens Face ao Ambiente, já presente na literatura, tendo este estudo contribuído para corroborar as suas qualidades psicométricas. Os resultados vão de encontro a estudos prévios sobre atitudes dos jovens face ao meio ambiente, salientando-se um total de 62,4% dos alunos que se posicionam num pendor pró-ambiental, sendo as raparigas e os mais jovens que mais contribuem para estes valores. Espera-se que estes resultados contribuam para o aprofundamento teórico em novos estudos, e que seja um contributo para a elaboração de programas de Educação Ambiental mais adequados à realidade portuguesa e às características da população jovem.III ABSTRACT The interest of studies on the relationship between man and the environment has been increasing. Continuing this line of investigation, we carried out this empirical study which, using assumptions, methods and type of samples similar to others used in other studies presented in the literature, intends to contribute to the confirmation of previous findings and conclusions as well as to make them extensive to other populations. To develop this research, we administered a quantitative survey questionnaire to 316 students (157 male and 159 female), of the second and third cycle of basic education schools of the Planalto Mirandês. We used the Attitude Scale of the Youth towards Environment, already present in literature, having this study confirmed its psychometric properties. The results corroborate previous studies on attitudes of young people towards environment, pointing out a total of 62.4% of students who stand in a pro-environmental bias, being mostly girls and young people who contribute to these values. It is expected that these results will contribute to the theoretical development of new studies, and that they may be a contribution to the development of environmental education programs more suitable to the portuguese reality and to the characteristics of the youth population.
URI: http://hdl.handle.net/10198/5975
Appears in Collections:EA - Educação Ambiental

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação-Atitudes Ambientais.Isaura.pdf1,85 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE