Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5943

Título: Fotografias aéreas de 35,70 mm ou digitais na monitorização da doença da tinta do castanheiro
Autor: Martins, Luís
Castro, João Paulo
Macedo, Fernando
Palavras-chave: Castanea sativa
Películas fotográficas
Phytophthora cinnamomi
Detecção remota
Issue Date: 2006
Editora: Cietep, Unicentro
Citação: Martins, Luís; Castro, João Paulo; Macedo, Fernando (2006) - Fotografias aéreas de 35,70 mm ou digitais na monitorização da doença da tinta do castanheiro. In VII Seminário em Atualizacão em Sensoriamento Remoto e Sistemas de Informações Geográficas Aplicados à Engenharia Florestal. Curitiba. p. 134-142
Resumo: A monitorização da dispersão da doença da tinta do castanheiro (Castanea sativa), requer metodologias de avaliação de baixo custo. A Fotografia Aérea de Pequeno Formato (FAPF) é uma possibilidade válida por facilmente se poder escolher a melhor escala e sensibilidade das películas. Neste estudo utilizaram-se vários subsistemas de FAPF. Adaptaram-se as câmaras numa plataforma retráctil e ao avião Cessna 172, obtendo-se FAPF à mesma altitude no sistema digital, em películas policromadas (70 mm) e em infravermelho colorido (IVP) de 35 mm de povoamentos do Norte de Portugal. As imagens aéreas foram comparadas relativamente à descriminação de classes de estrago de castanheiros observados no campo. Os custos do equipamento, obtenção de imagens e de fotointerpretação, foram também determinados. Concluiu-se que as imagens policromadas podem ser usadas na avaliação dos estragos mas nas de IVP detecta-se melhor o início do declínio, sobretudo se sujeitas a algoritmos de processamento digital. As fotos de 70 mm superam as restantes pela maior área de terreno para o mesmo tamanho do pixel. Tendo custo inicial mais elevado este é rentabilizado a longo prazo, pelo menor custo na fotointerpretação e melhor estabilidade dos voos maior altitude.
URI: http://hdl.handle.net/10198/5943
Appears in Collections:ARN - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Martins_et_al_2006. Fot_ 35 e 70 mm, VII Sem.pdf467,28 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia