Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5943

Título: Fotografias aéreas de 35,70 mm ou digitais na monitorização da doença da tinta do castanheiro
Autor: Martins, Luís
Castro, João Paulo
Macedo, Fernando
Palavras-chave: Castanea sativa
Películas fotográficas
Phytophthora cinnamomi
Detecção remota
Issue Date: 2006
Editora: Cietep, Unicentro
Citação: Martins, Luís; Castro, João Paulo; Macedo, Fernando (2006) - Fotografias aéreas de 35,70 mm ou digitais na monitorização da doença da tinta do castanheiro. In VII Seminário em Atualizacão em Sensoriamento Remoto e Sistemas de Informações Geográficas Aplicados à Engenharia Florestal. Curitiba. p. 134-142
Resumo: A monitorização da dispersão da doença da tinta do castanheiro (Castanea sativa), requer metodologias de avaliação de baixo custo. A Fotografia Aérea de Pequeno Formato (FAPF) é uma possibilidade válida por facilmente se poder escolher a melhor escala e sensibilidade das películas. Neste estudo utilizaram-se vários subsistemas de FAPF. Adaptaram-se as câmaras numa plataforma retráctil e ao avião Cessna 172, obtendo-se FAPF à mesma altitude no sistema digital, em películas policromadas (70 mm) e em infravermelho colorido (IVP) de 35 mm de povoamentos do Norte de Portugal. As imagens aéreas foram comparadas relativamente à descriminação de classes de estrago de castanheiros observados no campo. Os custos do equipamento, obtenção de imagens e de fotointerpretação, foram também determinados. Concluiu-se que as imagens policromadas podem ser usadas na avaliação dos estragos mas nas de IVP detecta-se melhor o início do declínio, sobretudo se sujeitas a algoritmos de processamento digital. As fotos de 70 mm superam as restantes pela maior área de terreno para o mesmo tamanho do pixel. Tendo custo inicial mais elevado este é rentabilizado a longo prazo, pelo menor custo na fotointerpretação e melhor estabilidade dos voos maior altitude.
URI: http://hdl.handle.net/10198/5943
Appears in Collections:ARN - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Martins_et_al_2006. Fot_ 35 e 70 mm, VII Sem.pdf467,28 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE