Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/5938
Título: Perfil de ácidos gordos no músculo longissimus thoracis et lumborum de suínos da raça Bísara
Autor: Carvalho, Marieta
Oliveira, M.B.P.P.
Azevedo, Jorge
Palavras-chave: Fatty acid composition
Raça Bísara
Pork quality
Intramuscular fats
longissimus thoracis et lumborum
Data: 2011
Editora: Sociedade Portuguesa de Química
Citação: Carvalho, Marieta; Oliveira, M. B. P. P.; Azevedo, Jorge (2011). Perfil de ácidos gordos no músculo longissimus thoracis et lumborum de suínos da raça Bísara. In: XXII Encontro Nacional da SPQ: 100 anos de Química em Portugal. Universidade do Minho. Braga
Resumo: A carne de porco é um dos alimentos mais consumidos em todo o mundo, representando em Portugal cerca de 42,5% da carne total consumida. O porco Bísaro tem um teor médio de gordura para os músculos longissimus thoracis et lumborum, semimembranosus e bíceps femoris de 4,89±1,66 g/100g e um perfil de ácidos gordos especialmente rico em monoinsaturados. O perfil dos ácidos gordos é um indicador da qualidade da carne, podendo ser utilizado para avaliar a autenticidade dos seus produtos [1]. Este trabalho tem como objectivo apresentar os resultados obtidos na determinação da gordura total e perfil dos ácidos gordos do músculo longissimus thoracis et lumborum em suínos da raça Bísara. Utilizaram-se 45 porcos (28 fêmeas e 17 machos), pertencentes à Unidade Experimental da UTAD, alimentados com concentrado comercial. Para a análise dos ácidos gordos fez-se previamente a extracção da gordura total (Método de FOLCH adaptado) e depois a transesterificação/metilação/derivatização. A percentagem dos ácidos gordos foi determinada por cromatografia gasosa. Para a identificação dos picos cromatográficos foram utilizados duas misturas padrão: 37 ésteres metílicos, Supelco 37 Component Fame Mix (USA) e outra com 14 ésteres metílicos PUFA-2 Supelco. Foram identificados ácidos gordos de 12 a 24 átomos de carbono. Os principais ácidos gordos foram: C16:0, C18:0, C18:1 Ω9, C18:2 Ω6, C18:3 Ω6, C20:4 Ω6. Verificaram-se diferenças muito significativas (P<0,01) entre os sexos para os ácidos gordos C15:0, C20:0, C18:2 Ω6; diferenças significativas (P<0,05) para os ácidos gordos C18:1 Ω9 e C20:3 Ω6.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/5938
ISBN: 978-989-8124-08-1
Aparece nas colecções:CA - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
XXII ENCONTRO NACIONAL SPQ.pdf1,18 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.