Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Educação Musical >
DEM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5320

Título: O ensino da música em regime articulado no conservatório do Vale do Sousa: função vocacional ou genérica?
Autor: Ribeiro, António José Pacheco
Orientador: Vieira, Maria Helena Gonçalves Leal
Palavras-chave: Ensino da música
Regime articulado
Ensino vocacional
Ensino genérico
Issue Date: 2008
Editora: Universidade do Minho, Instituto de Estudos da Criança
Citação: Pacheco, António (2008) - O ensino da música em regime articulado no conservatório do Vale do Sousa: função vocacional ou genérica? Braga: Universidade do Minho, Instituto de Estudos da Criança
Resumo: O ensino da música nas escolas vocacionais tem vivido, desde a sua integração no sistema geral de ensino (Dec-Lei nº 310/83, de 1 de Julho), duma certa ambiguidade que importa esclarecer. O projecto aqui apresentado pretende clarificar e compreender a função actual do ensino da música em regime articulado no Conservatório do Vale do Sousa, com o objectivo de contribuir para a construção de uma escola cada vez mais enraizada, solidificada, capaz de responder positivamente às reais necessidades da sua comunidade social. Contextualizada a escola de música e enquadrada a sua problemática, foram seleccionadas as respectivas amostras: Direcção Administrativa, pessoal docente, alunos, pais e encarregados de educação. Procedeu-se também a uma retrospectiva histórica da temática em estudo. A metodologia utilizada inseriu-se na estratégia de pesquisa de estudo de caso e os instrumentos de recolha de dados seleccionados foram os seguintes: grupo de foco, questionário e análise documental. A análise e interpretação dos dados caracterizou-se por uma leitura descritiva e interpretativa das diversas informações obtidas, respeitando os diferentes métodos de recolha e adoptando por base uma abordagem simultaneamente qualitativa e quantitativa. A interpretação dos dados permitiu a obtenção da síntese e das conclusões. Neste contexto, o Ensino da Música em Regime Articulado no Conservatório do Vale do Sousa insere-se no âmbito do ensino artístico especializado da música e difere do ensino artístico genérico pela sua qualidade. O ensino artístico genérico da música, por sua vez, não responde às necessidades de formação dos dias actuais, justificando totalmente a existência da escola e a respectiva opção pelo regime de ensino articulado, independentemente da área de opção vocacional futura dos alunos. O Projecto Educativo da escola enquadra-se, de facto, nas necessidades da região e o regime articulado é o melhor modelo de frequência, concorrendo para o processo de democratização do ensino da música. Assim sendo, o Conservatório desempenha um papel muito importante no desenvolvimento sócio-cultural da região, através da dupla importância: formação/educação geral, formação especializada. Relativamente à função desempenhada, constata-se que o ensino da música em regime articulado cumpre várias funções: a função genérica (maioritariamente), a função vocacional (apenas para alguns alunos), e a até a função recreativa. Não obstante estas funções coabitarem, a dupla função vocacional/genérica assume um protagonismo evidente.
Descrição: Mestrado em Estudos da Criança Especialização em Educação Musical - Instituto de Estudos da Criança da Universidade do Minho.
URI: http://hdl.handle.net/10198/5320
Appears in Collections:DEM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese de António Ribeiro.pdf1,27 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE