Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Ciências do Desporto e Educação Física >
DCDEF - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/499

Título: Análise dos efeitos de dois programas distintos de Educação Física na expressão da aptidão física, coordenação e habilidades motoras em crianças do ensino primário
Autor: Lopes, Vítor P.
Palavras-chave: Aptidão física
Coordenação motora
Habilidades motoras
Programas
Issue Date: 1997
Citação: Lopes, Vítor P. (1997) - Análise dos efeitos de dois programas distintos de Educação Física na expressão da aptidão física, coordenação e habilidades motoras em crianças do ensino primário. Porto: Universidade do Porto. Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física. Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto.
Resumo: O objectivo central desta investigação foi analisar a mudança ocorrida ao longo do ano lectivo na aptidão física (AF), na coordenação (COOR) e nas habilidades motoras de crianças em idade escolar, quando sujeitas a diferentes programas e a diferentes frequências semanais de aulas de Educação Física (EF). Com um delineamento quasiexperimental, o estudo consistiu na aplicação de dois programas de EF ao longo de um ano escolar. Um elaborado a partir do programa oficial de EF do 1ª Ciclo do Ensino Básico (1ºCEB) (Oficial), e o outro, um programa alternativo (Alternativo), orientado pelo princípio de que a EF das crianças é educação desportiva, baseado nas habilidades das seguintes modalidades desportivas: futebol, basquetebol, ginástica, atletismo e andebol. Cada programa foi aplicado com duas frequências semanais (2 e 3 aulas). No estudo participaram 5 turmas do 1ºCEB, num total 100 crianças de 9 anos de idade, repartidas em 4 grupos experimentais e 1 grupo de controlo. Os grupos experimentais foram sujeitos a uma de quatro condições, de acordo com os dois programas e as duas frequências semanais de aulas (Alternativo 3h, Alternativo 2h, Oficial 3h, Oficial 2h). A AF foi avaliada em três momentos (no início, a meio e no final do ano lectivo) através da bateria de testes da AAHPERD Physical Best (AAHPERD, 1989): 9 minutos de marcha/corrida, soma de duas pregas, flexões abdominais (sit-ups), elevações modificadas na barra e flexibilidade (sit and reach). A COOR foi avaliada, também em três momentos, de acordo com a bateria KTK (Schilling e Kiphard, 1974): equilíbrio à rectaguarda, saltos laterais, saltos monopedais, transposição lateral. Uma vez que os programas não possuíam objectivos de aprendizagem totalmente coincidentes, optou-se por aplicar os testes de avaliação de habilidades motoras específicas de um programa também no outro programa. As habilidades do futebol foram avaliadas de acordo com uma bateria constituída pelos itens: passe com ressalto na parede, drible, toques de sustentação. As habilidades do basquetebol foram avaliadas de acordo com a bateria de testes da AAHPERD para rapazes e raparigas (AAHPERD, 1984). As habilidades do andebol foram avaliadas de acordo com uma bateria constituída pelos itens: passe com ressalto na parede e drible. No atletismo foi avaliada a velocidade de corrida numa prova de 40 m, a distância no salto em comprimento, a distância de lançamento da bola de ténis e a altura no salto em altura. Na ginástica foram avaliadas as seguintes habilidades gímnicas: rolamento à frente engrupado, rolamento atrás engrupado, apoio invertido de cabeça, roda, salto em extensão (eixo) no bock transversal (60 cm de altura), em cada habilidade foram assinalados os erros de execução. Foi ainda avaliada a velocidade de corrida com mudanças de direcção através do teste de corrida vaivém com transporte de blocos da AAHPERD (1989) e o lançamento em precisão com um teste de lançamento da bola de ténis a um alvo. A análise da mudança normativa foi realizada através da DM MANOVA (Doubly Muiltivariate MANOVA). No estudo da mudança diferencial foi feita a análise de tendências na mudança intra-grupo em grupos extremos (rendimento inicial inferior ao percentil 25% - P25%) e rendimento inicial superior ao percentil 75% - P75%) através da ANOVA de medidas repetidas. Para todos os testes estatísticos foi considerada uma probabilidade de erro de p=0,05. Os resultados da mudança normativa indicam que o desenvolvimento dos níveis de expressão da AF, da COOR e das habilidades motoras foi mais elevado nos grupos de crianças sujeitas a aulas de EF (grupos experimentais) do que no grupo de controlo. Foram encontradas diferenças significativas entre os efeitos dos dois programas no desenvolvimento dos níveis de expressão da AF, da COOR e da generalidade das Resumo IX habilidades motoras, tendo as crianças sujeitas ao programa alternativo obtido ganhos superiores às crianças sujeitas ao programa oficial. Verificaram-se diferenças significativas entre os efeitos das duas frequências semanais de aulas no desenvolvimento dos níveis de expressão da AF e da COOR, tendo as crianças com 3 aulas semanais melhorado mais a sua prestação do que as crianças com 2 aulas semanais. Na generalidade dos conjuntos de habilidades motoras não se verificaram diferenças significativas entre as duas frequências semanais de aulas. Os resultados da mudança diferencial (mudança em grupos extremos) não indicam mudança significativa nos níveis de expressão da AF, das habilidades do atletismo e na corrida vaivém em qualquer dos grupos extremos. Indicam mudança significativa nos níveis de expressão das habilidades do andebol, do futebol e no lançamento em precisão em apenas alguns dos grupos extremos. Indicam melhoria significativa dos níveis de expressão da COOR e das habilidades da ginástica de todos os grupos extremos. As principais conclusões são as seguintes: (1) Os grupos sujeitos a aulas de EF (experimentais) obtiveram níveis de desenvolvimento mais elevados na AF, COOR e habilidades motoras relativamente ao grupo de controlo. (2) O programa alternativo teve efeitos superiores ao programa oficial no desenvolvimento dos níveis de expressão da AF e COOR. (3) O programa alternativo induziu um desenvolvimento superior ao programa oficial nos níveis de expressão da generalidade dos grupos de habilidades motoras. (4) A frequência semanal de 3 aulas levou a um desenvolvimento superior dos níveis de expressão da AF e COOR do que a frequência semanal de 2 horas, no entanto, na generalidade dos grupos de habilidades motoras as duas frequências semanais de aulas tiveram efeitos idênticos. (5) A estrutura didáctico-metodológica das aulas dos dois programas não foi suficientemente eficaz para elevar os níveis de expressão da AF, das habilidades do atletismo, das habilidades do basquetebol e da corrida vaivém com transporte de blocos nos grupos extremos. Teve uma eficácia razoável no desenvolvimento dos níveis de expressão das habilidades do andebol, do futebol e no lançamento em precisão. Foi eficaz no desenvolvimento dos níveis de expressão da COOR e das habilidades da ginástica.
The main purpose of this research was to examine the impact of physical education lessons (PE) on the development of physical fitness (PF) in 80 nine-year-old children. The children received lessons from two programs with two weekly frequencies (2 and 3 lessons a week) during one school year. One of the programs was based on the official primary school curriculum of the Portuguese education system (official program), and the other was an alternative program based primarily on sport (soccer, basketball, handball, gymnastics and track and field) (alternative program). The children were assigned to one of four conditions according to the two PE programs and the two weekly frequencies of PE lessons (Alternative 3h, Alternative 2h, Official 3h and Official 2h). Evaluation of PF was made according to the AAHPERD Physical Best (1989) (9 minutes run/walk, sum of two skinfolds, sit-ups, pull-ups modified, and sit and reach) at three stages: at the beginning (pre-test), in the middle (post-test) and at the end of the school year (follow-test). Co-ordination (COOR) was assessed with the test battery KTK (Körperkoordination Test für Kinder) (Schilling and Kiphard, 1974): balancing backward, jumping sideways, hopping on one leg, shifting platforms, also at the three stages. In each program specific motor skills were assessed for basketball (speed spot shooting, passing and control dribble), soccer (passing, dribbling and juggling), handball (passing, and dribbling), gymnastics (forward roll, backward roll, cartwheel, handstand, extension vault), and track and field (40 meters speed run, long jump, high jump, and throw), and also the skills ball throw for precision and shuttle run. The skills evaluation was made at the beginning and at the end of each teaching unit. The normative change was analysed by the DM MANOVA (Doubly Multivariate MANOVA) with 2x2x3(or 2) factors (program x frequency x time) . The intra-group change tendencies' analysis in extreme performance groups (initial performance less than P25% and initial performance higher than P75%) was made with ANOVA repeated measures. The probability error was fixed at p=0,05. The normative change results indicate that the enhancement of PF, COOR and motor skills' expression level was higher in children with PE lessons than in the control group. Significant differences were found between the effects of the two programs in the PF, COOR and in the majority of motor skills' expression level. The gain scores were higher in the children with the alternative program than in the children with the official program. Significant differences were found between the two week frequency lesson effects in the PF and COOR expression level. The gain scores were higher in the children with 3 PE lessons than in children with 2 PE lessons. There wasn’t any significant difference found between the two week frequency lessons in the majority of motor skills. The differential change (change in extreme groups) results don’t indicate significant change in the PF, in track and field motor skills, in the shuttle run level in all of the extreme groups. They indicated significant change in some of extreme groups in soccer motor skills, handball motor skills, and in the throw-for-precision expression level in all of the extreme groups. They indicated significant change in COOR and in the gymnastics motor skills in all extreme groups. The main conclusions are the following: (1) The gain scores of children with PE lessons in the PF, COOR and motor skills were higher than the control group. (2) The alternative program effects were higher than the official program effects in the PF and COOR expression level. (3) The alternative program effects were higher than the Abstract XI official program effects in the majority of motor skills expression levels. (4) The 3 x week frequency lessons had a higher impact in the PF and COOR expression level than the 2 x week frequency lessons. In the most of motor skills no significant difference was noted between the two weekly frequency lessons. (5) The didactic and methodological conception and structure of the two programs PE lessons weren’t efficient enough to augment the PF, track and field motor skills, basketball motor skills and shuttle run expression level. There was a reasonable efficiency in the augmentation of the handball motor skills, soccer motor skills and in the throw-for-precision. There was efficiency in the augmentation of COOR and gymnastic motor skills.
URI: http://hdl.handle.net/10198/499
Appears in Collections:DCDEF - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
PhD.pdf854,03 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE