Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Produção e Tecnologia Vegetal >
PTV - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4613

Título: Avaliação de diferentes substâncias activas contra a geração antófaga da traça da oliveira, Prays oleae (Bern.).
Autor: Cabanas, J.E.
Pereira, J.A.
Bento, Albino
Santos, Sónia A.P.
Torres, L.
Palavras-chave: Fauna auxiliar
Azadiractina
Dimetoato
Metoxifenozida
Issue Date: 2009
Citação: Cabanas, J.; Pereira, J.A.; Bento, A.; Santos, S.; Torres, L. (2009) - Avaliação de diferentes substâncias activas contra a geração antófaga da traça da oliveira, Prays oleae (Bern.). In Actas do III Simpósio Nacional de Olivicultura. In Actas do III Simpósio Nacional de Olivicultura. Castelo Branco. p. 141-147. ISBN 978-972-8936-05-1
Relatório da Série N.º: Actas Portuguesas de Horticultura;13
Resumo: Com o objectivo de avaliar as possibilidades de três substâncias activas – o dimetoato, a azadiractina e a metoxifenozida – na protecção contra a geração antófaga da traça da oliveira, Prays oleae Bern., quer na sua eficácia, quer nos efeitos secundários sobre as taxas de parasitismo e predação, em 2002, fez-se um ensaio num olival localizado em Paradela (Mirandela). Os tratamentos realizaram-se a 29 de Maio, quando 10 % das flores se encontravam abertas e 18 a 28,8 % dos cachos florais estavam atacados. A avaliação dos resultados foi feita 6, 9 e 14 dias após o tratamento (T6, T9, T14), através da recolha de quatro fragmentos de ramo em cada uma de 10 árvores de cada modalidade ensaiada, registando-se o número de lagartas vivas, mortas e parasitadas. Para além disso, na geração carpófaga e em duas datas distintas colheram-se 25 frutos em cada uma de 10 árvores por modalidade, para registo do número de posturas e do seu estado (eclodidas, não eclodidas, predadas e parasitadas). O dimetoato foi o insecticida que apresentou melhor eficácia contra a praga, originando 82,1 % de redução da população em T6, 100,0 % em T9 e 85,9 % em T14, seguido da metoxifenozida com 82,1 % em T6, 85,9 % em T9 e 78,6 % em T14 e, em último lugar, da azadiractina com 17,9 % em T6, 57,8 % em T9 e 0,0 % em T14. A parcela tratada com dimetoato também foi a que apresentou menor número de frutos atacados. No entanto, a parcela tratada com azadiractina apresentou maior número de ovos predados, e, em geral, também maior percentagem de lagartas parasitadas, sugerindo menor toxidade para a fauna auxiliar.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/4613
Appears in Collections:PTV - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
PAC - 28.pdf12,3 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia