Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo >
Ciências Empresariais e Jurídicas >
CEJ - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4290

Título: Incerteza da envolvente organizacional, necessidades de informação contabilística e práticas de contabilidade de gestão: o caso da indústria transformadora a operar em Portugal
Autor: Pires, Rui A.R.
Palavras-chave: Incerteza da envolvente organizacional
Informação contabilística
Práticas de contabilidade de gestão
Teoria da contingência
Ajuste
Issue Date: 2010
Editora: Universidade do Minho
Citação: Pires, Rui A.R. (2010) - Incerteza da envolvente organizacional, necessidades de informação contabilística e práticas de contabilidade de gestão: o caso da indústria transformadora a operar em Portugal. Braga: Universidade do Minho. Dissertação de Mestrado em Contabilidade
Resumo: Este trabalho de investigação adopta uma abordagem contingencial e tem como objectivos caracterizar a envolvente organizacional e analisar a influência da incerteza da envolvente organizacional nas necessidades de informação contabilística e nas práticas de contabilidade de gestão (PCG) das grandes empresas da indústria transformadora a operar em Portugal. Para cumprir esses objectivos foram formuladas várias questões e hipóteses de investigação. Os dados foram recolhidos através de um inquérito por questionário enviado, por correio electrónico, às maiores empresas da indústria transformadora a operar em Portugal. Foram obtidas 114 respostas utilizáveis, a que corresponde uma taxa de resposta de 23,22%. Os resultados obtidos indicam que a incerteza da envolvente influencia a utilidade da informação oportuna. A utilidade da informação de extensão larga e da informação oportuna influencia a utilização das PCG contemporâneas. No entanto, as PCG tradicionais são mais utilizadas, são consideradas mais importantes e da sua utilização são reconhecidos mais benefícios. Verifica-se ainda que do ajuste entre a incerteza da envolvente organizacional, as necessidades de informação contabilística de extensão larga e oportuna e as PCG (tradicionais e contemporâneas) resulta maior satisfação com a informação produzida e melhor desempenho organizacional. Deste modo, os resultados obtidos mostram que a influência da incerteza da envolvente no desempenho organizacional é mediada pelas características dos sistemas de contabilidade de gestão (SCG), nomeadamente no que diz respeito ao tipo e à oportunidade da informação disponibilizada e à maior ou menor ênfase colocada nas PCG. Destaca-se, assim, a necessidade das organizações ajustarem os seus SCG às características da envolvente para uma maior satisfação e um melhor desempenho. Um sistema muito sofisticado poderá, no entanto, conduzir a uma mau desempenho se o grau de incerteza não justificar esse investimento.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/4290
Appears in Collections:CEJ - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
2010_Pires_Dissertação_28-04-2011.pdf1,84 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
2010_Pires_Dis. Resumo.pdf97,57 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia