Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Ciências do Desporto e Educação Física >
DCDEF - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/3637

Título: Constrangimento mecânico provocado pela válvula aquatrainer® associada ao sistema de oximetria directa (K4 B2) na cinemática de crol
Autor: Oliveira, C.
Reis, A.
Silva, A.J.
Garrido, N.
Louro, H.
Marinho, D.A.
Guidetti, L.
Barbosa, Tiago M.
Palavras-chave: Natação pura
Crol
Nado constrangido
Cinemática
Issue Date: 2009
Editora: Instituto Politécnico de Bragança
Citação: Oliveira, C.; Reis, A.; Silva, A.J.; Garrido, N.; Louro, H.; Marinho, D.A.; Guidetti, L.; Barbosa, Tiago M. (2009) - Constrangimento mecânico provocado pela válvula aquatrainer® associada ao sistema de oximetria directa (K4 B2) na cinemática de crol. In 3º Congresso Nacional de Biomecânica. ISBN 978-989-96100-0-2
Resumo: O estudo teve como objectivo determinar o constrangimento cinemático provocado pela válvula de treino Aquatrainer® (Cosmed, Roma, Itália), integrada com o sistema portátil analisador de gases K4 b2 (Cosmed, Roma, Itália), durante um esforço máximo na técnica de Crol. O protocolo consistiu na realização de dois percursos à intensidade máxima de 100 m Crol, em piscina de 50 metros: um percurso com o sistema de oximetria acoplado e outro em nado livre (sem o sistema) e um intervalo mínimo de 48 horas por seis crolistas. Duas câmaras registaram respectivamente imagens aéreas e subaquáticas no plano sagital. Foi efectuada a análise cinemática (Ariel Performance Analysis System, Ariel Dynamics Inc., Califórnia, EUA) de um ciclo gestual completo, através de um leitor de vídeo a 50 Hz (Panasonic, AG 7355, Japão). A duração do teste foi significativamente superior no nado constrangido do que no nado livre (P = 0.04). Sem a válvula os nadadores cumpriram os 100 metros em 95.24 ± 2.18 % do seu recorde pessoal e com a válvula a 90.99 ± 2.86 %. As restantes variáveis não apresentaram diferenças significativas entre as duas condições de exercitação. Verificou-se uma tendência para a frequência gestual (-1.58 %), distância de ciclo (-3.62 %), a velocidade de nado (-5.75 %), a a flutuação da velocidade do centro de massa (-2.21 %) e o índice de nado (-9.27 %) serem inferiores com a utilização da válvula. Já a o período do ciclo foi superior no nado constrangido do que no nado livre (1.63 %).
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/3637
ISBN: 978-989-96100-0-2
Appears in Collections:DCDEF - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
crol_full_text_3º_congresso_de_biomecânica.pdf59,99 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE