Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Ciências do Desporto e Educação Física >
DCDEF - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/3635

Título: Constrangimento mecânico provocado pela válvula aquatrainer® associada ao sistema de oximetria directa (K4 B2) na cinemática de bruços
Autor: Costa, M.J.
Reis, A.
Silva, A.J.
Garrido, N.
Louro, H.
Marinho, D.A.
Baldari, C.
Barbosa, Tiago M.
Palavras-chave: Natação pura
Bruços
Nado constrangido
Nado livre
Issue Date: 2009
Editora: Instituto Politécnico de Bragança
Citação: Costa, M.J.; Reis, A.; Ailva, a.J., Garrido, N.; Louro, H.; Marinho, D.A.; Baldari, C.; Barbosa, Tiago M. (2009) - Constrangimento mecânico provocado pela válvula aquatrainer® associada ao sistema de oximetria directa (K4 B2) na cinemática de bruços. In 3º Congresso Nacional de Biomecânica. ISBN 978-989-96100-0-2
Resumo: estudo teve como objectivo determinar o constrangimento cinemático provocado pela válvula de treino Aquatrainer® (Cosmed, Roma, Itália), integrada com o sistema portátil analisador de gases K4 b2 (Cosmed, Roma, Itália), durante um esforço máximo na técnica de Bruços. O protocolo consistiu na realização de dois percursos à intensidade máxima de 100 m bruços, em piscina de 50 metros: um percurso com o sistema de oximetria acoplado e outro em nado livre (sem o sistema) e um intervalo mínimo de 48 horas por sete bruçistas. Duas câmaras registaram respectivamente imagens aéreas e subaquáticas no plano sagital. Foi efectuada a análise cinemática (Ariel Performance Analysis System, Ariel Dynamics Inc., Califórnia, EUA) de um ciclo gestual completo, através de um leitor de vídeo a 50 Hz (Panasonic, AG 7355, Japão). A duração do teste foi significativamente superior quando acoplados à válvula do que em nado livre (P = 0,02). Sem a válvula os bruçistas cumpriram os 100 metros em 109.09 ± 2.23 % do seu recorde pessoal e com a válvula a 115.94 ± 3.31 %. As restantes variáveis não apresentaram diferenças significativas entre as duas condições de exercitação. Contudo, verifica-se uma tendência para a frequência gestual (3.56 %) ser superior com a utilização da válvula; a distância de ciclo (-8.47 %), a velocidade de nado (-5.98 %), o índice de nado (-13.94 %), a flutuação da velocidade do centro de massa (-0.16 %) e periodo do ciclo (-3.24 %) serem inferiores com a utilização da válvula. Em síntese, a válvula Aquatrainer® induz constrangimentos significativos na performance durante uma prova máxima em Bruços
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/3635
ISBN: 978-989-96100-0-2
Appears in Collections:DCDEF - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
bruços full text 3º congresso de biomecânica.pdf94,89 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia