Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Teses de Mestrado >
EPE - Educação Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/3333

Título: Prática de ensino supervisionada em educação pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico
Autor: Fernandes, Maria Isabel Afonso Miranda
Orientador: Queirós, Telma Maria Gonçalves
Palavras-chave: Divórcio
Escola
Pais
Participação
Divorce
School
Issue Date: 2010
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Educação
Citação: Fernandes, Maria Isabel Afonso Miranda (2010) - Prática de ensino supervisionada em educação pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico. Bragança: ESE. Dissertação de Mestre em Educação Pré-Escolar do 1º Ciclo do Ensino Básico
Resumo: A Prática de Ensino Supervisionada continua a ser um elemento muito valorizado tanto pelos professores em formação como por aqueles que estão em exercício, em relação às diferentes componentes do currículo formativo Garcia (1999) e, embora estas práticas sejam simulações da prática, são sem dúvida um momento de socialização, em que os alunos aprendem a comportar-se como professores. A prática profissional tem, assim, um papel fundamental, uma vez que para além de ser uma experiência única e imprescindível na formação de professores, serve de base a um futuro professor que se pretende reflexivo, empreendedor, investigador e interventivo. Neste sentido, ao longo da Prática de Ensino Supervisionada desenvolveu-se um estudo, onde se procuraram conhecer as percepções que os pais e os professores têm sobre as características e modos de participação dos pais divorciados na vida escolar dos filhos. Esta investigação contou com a participação de cinco alunos, que foram interpelados a partir de um conjunto de actividades registadas em diário de bordo, oito pais (5 pais e 3 mães) em situação de divórcio que responderam a um questionário e quatro professores que responderam a uma entrevista do tipo semi-estruturada, que posteriormente foram alvo de análise de conteúdo, numa linha metodológica qualitativa. Emergem do estudo as seguintes considerações: (i) parece existir a falta de coordenação na educação dos filhos, devido à diferente implicação dos progenitores na sua vida escolar; (ii) embora, da análise dos dados revele que as famílias divorciadas variam a sua participação na vida escolar dos filhos; (iii) as mães cooperam e participam mais na vida escolar dos filhos; (iii) morar com os filhos condiciona a participação dos pais de famílias divorciadas na vida escolar dos mesmos e; (iv) após o divórcio existem diferenças significavas em relação ao acompanhamento das crianças, ou seja, numa 1ª fase os progenitores afirmam os seus direitos de pais, com visitas sucessivas à escola, mas à posteriori, o progenitor que não coabita com a criança, ausenta-se, dirigindo-se à escola apenas em situações de obrigação e dever. Supervised Teaching Practice continues to be very valued by teachers in training as for those who are in office, for the different components of the training curriculum Garcia (1999) and, although such practices are simulations of practice are undoubtedly a time of socialization, in which students learn to behave as teachers. Thus, the pedagogical practice has a key role, as well as being a unique and indispensable teacher training, serves as a basis for future teachers who want to be reflective, entrepreneur, researcher and interventionist. In this sense, along the Supervised Teaching Practice it was developed a study where we tried to know the parents and teachers’ perceptions about participation of divorced parents in school life of their children. This research included the participation of 5 students who conducted a series of activities recorded in the logbook, eight parents in a divorce situation who answered a questionnaire and four teachers who were interviewed in semi-structured, which subsequently were subjected to content analysis in a qualitative methodological approach. We can conclude from this study that: (i) there seems to be a lack of coordination in the education of children, due to different involvement of spouses in their school life, (ii) although the data analysis reveals that the divorced families vary their participation in school life of children, (iii) mothers cooperate and participate more in school life of children, (iv) living with their children affects the participation of parents from divorced families in school life and (v) after divorce there are significant differences in relation to the monitoring of children, i.e. a first phase the parents assert their rights as parents, with successive visits to school, but in retrospect the parent not cohabiting with the child is absent and driving to school only in situations of obligation and duty.
URI: http://hdl.handle.net/10198/3333
Appears in Collections:EPE - Educação Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico

Files in This Item:

File Description SizeFormat
relatorio escola.pdf1,4 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE