Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/2914

Título: Efeitos ambientais do abandono da agricultura em áreas de montanha
Autor: Azevedo, João
Moreira, César
Pinheiro, Helena
Loureiro, Carlos
Castro, João Paulo
Palavras-chave: Alteração da paisagem
Serviços ambientais
Sequestro de carbono
Risco de incêndio
Issue Date: 2010
Editora: APDEA
Citação: Azevedo, J., C.; Moreira, H.; Pinheiro, C.; Loureiro Castro, J. (2010) - Efeitos ambientais do abandono da agricultura em áreas de montanha. Actas do VI Congresso da Associação Portuguesa de Economia Agrária e IV Congresso de Gestão e Conservação da Natureza. Ponta Delgada. ISBN 978-972-8612-61-0
Resumo: As paisagens das regiões de montanha em Portugal encontram-se em acelerada alteração por efeito do abandono da agricultura. Neste trabalho analisámos as modificações da composição e da configuração da paisagem nos últimos 50 anos em duas freguesias do nordeste de Portugal e os efeitos dessas alterações no risco de incêndio e no sequestro de carbono. A paisagem foi classificada e cartografada para os anos de 1958, 1968, 1978 e 1992/3 e 2005/6 e descrita através de métricas. O efeito da alteração da paisagem no comportamento do fogo foi avaliado na freguesia de França por modelação e simulação em FlamMap. O carbono fixado na paisagem foi analisado na freguesia de Deilão a partir da estimação da biomassa dos sistemas naturais e de produção presentes. Em ambas as freguesias houve uma redução acentuada na área agrícola e um aumento da área florestal. Estas alterações, do mesmo tipo, conduziram à diminuição da heterogeneidade em França e ao seu aumento em Deilão. Em França, as alterações na paisagem criaram condições para a ocorrência de incêndios de maior dimensão e intensidade ao longo do tempo. Em Deilão conduziram a um aumento de 267% no carbono sequestrado na paisagem e a stocks médios, em 2005, de 17.97t/ha. Concluiu-se que as alterações da paisagem de montanha no nordeste de Portugal causadas por abandono da agricultura afectaram a estrutura da paisagem de forma distinta de acordo com as suas condições biofísicas e que essas alterações aumentaram o risco de incêndio e aumentaram a fixação de carbono na paisagem.
Arbitragem científica: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/2914
ISBN: 978-972-8612-61-0
Appears in Collections:ARN - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Azevedoetalpaperfinal.pdf225,74 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia