Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Série Estudos >
Série Estudos >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/212

Título: 62 - A construção da escola inclusiva : um estudo sobre a escola em Bragança
Autor: Ferreira, Maria da Conceição Duque Fernandes
Palavras-chave: Escola inclusiva
Crianças com necessidades educativas especiais
Issue Date: 2003
Editora: Instituto Politécnico de Bragança
Relatório da Série N.º: Série Estudos
62
Resumo: O tema do trabalho, «A Construção da Escola Inclusiva- um Estudo sobre a Escola em Bragança», é estudado em duas vertentes. Numa primeira vertente, teórica, a autora procura constituir os fundamentos da defesa da integração escolar como melhor via para a educação das crianças com necessidades educativas especiais, aparecendo tal defesa fundamentada, essencialmente, nas teorias cognitivistas e da aprendizagem social, na teoria ecológica, na teoria da democracia do Estado Providência como garantia da igualdade de oportunidades e nas próprias práticas e investigações em Educação Especial. Ainda nesta vertente, a autora reconstitui o movimento histórico para a integração, ilustrando as forças em presença na caminhada de modelos educacionais segregacionistas para modelos educacionais inclusivos, e nomeadamente a evolução conceptual daí derivada, enraizando-se em tal movimento de inclusão pedagógica o próprio conceito de necessidades educativas especiais. Ao mesmo tempo, a autora reconstitui a evolução legal dos modelos de educação de deficientes e a evolução simbólica implícita nas formas de designação do deficiente. A autora termina esta parte teórica com a análise das modalidades de integração, quer na sua emergência histórica, quer na situação actual. Numa segunda vertente, empírica, a autora analisa, através de questionário as atitudes dos professores do 1º ciclo do ensino Básico, na cidade de Bragança, em relação à integração, bem como as práticas organizativas da integração em termos de modalidades de integração e práticas de diferenciação e diversificação curricular e pedagógica. A conclusão é a de que há muitas barreiras simbólicas à integração. Os professores ainda não concordam maioritariamente com a integração de crianças com necessidades educativas especiais não ligeiras no ensino regular, apesar de, significativamente, reconhecerem que elas tiram muitas vantagens dessa integração e que tal integração contribui para a realização dos os objectivos da sociedade democrática. Quanto às práticas de integração, elas aproximam-se dos modelos oficialmente estabelecidos, sobretudo em termos de apoio pedagógico na sala de aula, ficando claras as estratégias de diferenciação pedagógica pelas vias de acesso ao currículo (currículo adaptado e currículo alternativo), mas não sendo possível descrever os processos de diferenciação pedagógica pela via da adaptação das estratégias de ensino às necessidades dos alunos, por tais estratégias serem internas à sala de aula e, em consequencial, não terem sido observadas.
URI: http://hdl.handle.net/10198/212
ISBN: 972-745-067-9
Appears in Collections:Série Estudos

Files in This Item:

File Description SizeFormat
62 - A construção da escola inclusiva.pdf331,35 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia