Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Série Estudos >
Série Estudos >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/212

Título: 62 - A construção da escola inclusiva : um estudo sobre a escola em Bragança
Autor: Ferreira, Maria da Conceição Duque Fernandes
Palavras-chave: Escola inclusiva
Crianças com necessidades educativas especiais
Issue Date: 2003
Editora: Instituto Politécnico de Bragança
Relatório da Série N.º: Série Estudos
62
Resumo: O tema do trabalho, «A Construção da Escola Inclusiva- um Estudo sobre a Escola em Bragança», é estudado em duas vertentes. Numa primeira vertente, teórica, a autora procura constituir os fundamentos da defesa da integração escolar como melhor via para a educação das crianças com necessidades educativas especiais, aparecendo tal defesa fundamentada, essencialmente, nas teorias cognitivistas e da aprendizagem social, na teoria ecológica, na teoria da democracia do Estado Providência como garantia da igualdade de oportunidades e nas próprias práticas e investigações em Educação Especial. Ainda nesta vertente, a autora reconstitui o movimento histórico para a integração, ilustrando as forças em presença na caminhada de modelos educacionais segregacionistas para modelos educacionais inclusivos, e nomeadamente a evolução conceptual daí derivada, enraizando-se em tal movimento de inclusão pedagógica o próprio conceito de necessidades educativas especiais. Ao mesmo tempo, a autora reconstitui a evolução legal dos modelos de educação de deficientes e a evolução simbólica implícita nas formas de designação do deficiente. A autora termina esta parte teórica com a análise das modalidades de integração, quer na sua emergência histórica, quer na situação actual. Numa segunda vertente, empírica, a autora analisa, através de questionário as atitudes dos professores do 1º ciclo do ensino Básico, na cidade de Bragança, em relação à integração, bem como as práticas organizativas da integração em termos de modalidades de integração e práticas de diferenciação e diversificação curricular e pedagógica. A conclusão é a de que há muitas barreiras simbólicas à integração. Os professores ainda não concordam maioritariamente com a integração de crianças com necessidades educativas especiais não ligeiras no ensino regular, apesar de, significativamente, reconhecerem que elas tiram muitas vantagens dessa integração e que tal integração contribui para a realização dos os objectivos da sociedade democrática. Quanto às práticas de integração, elas aproximam-se dos modelos oficialmente estabelecidos, sobretudo em termos de apoio pedagógico na sala de aula, ficando claras as estratégias de diferenciação pedagógica pelas vias de acesso ao currículo (currículo adaptado e currículo alternativo), mas não sendo possível descrever os processos de diferenciação pedagógica pela via da adaptação das estratégias de ensino às necessidades dos alunos, por tais estratégias serem internas à sala de aula e, em consequencial, não terem sido observadas.
URI: http://hdl.handle.net/10198/212
ISBN: 972-745-067-9
Appears in Collections:Série Estudos

Files in This Item:

File Description SizeFormat
62 - A construção da escola inclusiva.pdf331,35 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE