Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/1877
Título: O estado da arte em projectos de investimento - a importância da análise não financeira na prática das empresas portuguesas
Autor: Moutinho, Nuno
Data de Defesa: 2006
Editora: Universidade do Porto, Faculdade de Economia
Citação: Moutinho, Nuno (2006) - O estado da arte em projectos de investimento - a importância da análise não financeira na prática das empresas portuguesas. Porto: Faculdade de Economia. Dissertação de Mestrado em Ciências Empresariais
Resumo: Dadas as limitações da análise de âmbito financeiro na avaliação de projectos – resultantes da não incorporação de aspectos de natureza qualitativa, intangíveis e subjectivos – é de esperar que outros factores, de índole não financeira, possam afectar a implementação de projectos de investimento. As técnicas de avaliação não financeira fornecem informação sobre factores menos tangíveis e espera-se que consigam identificar vantagens competitivas de um projecto de investimento, que as técnicas financeiras não conseguem captar. Alguns estudos empíricos verificam existirem outros aspectos, para além dos financeiros, na avaliação de projectos. No contexto português, por exemplo, Rodrigues (1999) evidencia que, em cerca de 25% dos projectos, não é realizada avaliação formal e que mais de metade das empresas utiliza critérios não financeiros. Apesar deste facto poucos estudos se dirigiram até hoje à análise destes critérios não financeiros. Os que existem são superficiais e de âmbito muito restrito. Com esta dissertação pretende-se verificar a relevância dos aspectos não financeiros no processo de tomada de decisão e avaliação de investimentos, nomeadamente averiguar as práticas das empresas portuguesas, isto é: até que ponto tomam em conta aspectos não financeiros na decisão de investimento; quais são os aspectos não financeiros mais relevantes nas decisões de investimento; que procedimentos são adoptados para minimizar os riscos não financeiros; e, qual a forma e o método de avaliação dos elementos não financeiros. Os resultados do nosso estudo evidenciam a importância da análise de vários aspectos não financeiros e mostram como alguns deles têm uma relevância maior do que a atribuída a aspectos financeiros. Destacam-se como mais relevantes os aspectos estratégicos e técnicos. A análise dos dados obtidos sugere que os aspectos financeiros são considerados apenas os terceiros mais importantes, tanto na avaliação do projecto, como na tomada de decisão. Os factores comerciais apresentam uma relevância semelhante aos financeiros. A análise permite ainda diferenciar a importância dos factores estudados consoante algumas das características condicionantes da empresa, do projecto, da administração e do gestor do projecto. Deste modo, constata-se que o sector de actividade, a dimensão e o endividamento da empresa, o tipo, a duração, a dimensão e o risco do projecto, bem como as habilitações académicas do Presidente do Conselho de Administração (PCA) e do gestor, e ainda o tempo no cargo do PCA são dos factores que mais influenciam a importância atribuída aos diferentes aspectos analisados na avaliação de um projecto.
URI: http://hdl.handle.net/10198/1877
Aparece nas colecções:DEG - Dissertações de Mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.