Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/16804
Título: Considerações da fase de execução a atender na elaboração de projetos de reabilitação de edifícios antigos
Autor: Oliveira, Rui
Sousa, Hipólito
Palavras-chave: Gestão
Reabilitação
Projeto
Práticas
Sustentabilidade
Data: 2014
Editora: Universidade de Cantabria
Resumo: As intervenções de reabilitação de edifícios antigos são maioritariamente tratadas com práticas similares às de construção nova. No entanto, na reabilitação de edifícios antigos existem constrangimentos e especificidades onde se constatam inúmeras diferenças face à construção nova. São exemplo os espaços disponíveis de estaleiro, tráfego local, caraterísticas dos edifícios vizinhos, condições de acessibilidade e de mobilidade, entre outros. Por outro lado, existem temáticas que têm interesse na gestão em fase de obra de reabilitação e que são frequentemente descurados em projeto, tais como as quantidades e ritmos de mão-de-obra especializada, necessidades de acompanhamento técnico, propensão para eventuais riscos ligados a imprevistos, e outros à ocorrência de trabalhos arqueológicos, necessidades de realojamentos de ocupantes, gestão de resíduos de construção e demolição, etc. Ponderar estes aspetos em projeto de forma articulada com as reais necessidades dos edifícios a intervir, permite auxiliar diversos intervenientes na fase de execução, contribuindo assim para minimizar perdas de produção, reduzir derrapagens de prazos e inverter frequentes acréscimos de custos. Pretende-se divulgar neste artigo parte de uma metodologia de gestão desenvolvida no âmbito de um doutoramento, direcionada para o apoio em intervenções de reabilitação de edifícios antigos. Esta metodologia envolve diversas considerações agrupadas por áreas ligadas à “envolvente e localização”, “conceção”, “execução e estaleiro” e “custos”, agregando 50 subindicadores. As práticas descritas em cada subindicador estão graduadas por práticas mais e menos sustentáveis comparativamente a práticas correntes ou convencionais. Os resultados do estudo demonstram a pertinência de considerar em projeto práticas ligadas à execução e o seu auxílio na gestão da construção, mesmo que não impostas por legislação. Estas práticas, se respeitadas, auxiliam diversos intervenientes na área da reabilitação de edifícios antigos, contribuindo em conjunto para o sucesso da gestão destes empreendimentos.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/16804
ISBN: 978-84-616-8862-3
Aparece nas colecções:ESTiG - Publicações em Proceedings Indexadas à WoS/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
3.1.03_com_capa.pdf292,34 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.