Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/14434
Título: Management of brown trout populations (Salmo trutta L.) in northeastern Portugal (Douro basin): analysis of habitat use and feeding strategies
Autor: Halkhoums, Wafae
Orientador: Berday, Nadia
Palavras-chave: Bioecology
Conservation
Ecological integrity
River
Trout
Data de Defesa: 2017
Resumo: During the spring/summer of 2017, the ecological integrity of salmonid headwater streams and salmonid/cyprinid Transition Rivers of the Upper Tua basin was evaluated. Abiotic parameters (water quality and aquatic and riparian habitats) and biotic (macroinvertebrate community) parameters were evaluated in 14 selected sampling sites, distributed across six different rivers and streams of Upper Tua. Sampling of the fish and invertebrate communities was done according to the protocol defined by the Portuguese Environment Agency. In relation to the target species of the study, the Brown trout (Salmo trutta L.) were determined: 1) Population parameters 2) Ecological guilds 3) F-IBIP index and 4) Use of resources, namely the strategy developed for food and habitat. The obtained results showed that, in general, aquatic ecosystems have a good ecological integrity, based on the physical and chemical quality of the water (e.g., and low temperature T <20oC, conductivity EC25 <80 μS.cm-1 and content of dissolved salts TDS< 100 mg.L-1, high oxygenation (D.O.> 8 mg.L-1) hydromorphological conditions (e.g. pronounced riffle/pool sequence, diversity of microhabitats and well structured riparian galleries) and biological (e.g. macroinvertebrate communities dominated by stenobiont insects, mostly belonging to Ephemeroptera, Plecoptera, Trichoptera and Diptera orders) . All metrics (e.g. Shannon-Wienner's H'Diversity, taxonomic richness) and biotic indexes (e.g. IBMWP, IPTIN) corroborated the good ecological quality found. However, some signs of anthropogenic influence were detected, especially in small hydroelectric dams (eg T4, Rio Tuela, below the Hydroelectric PowerPlants), with a slight decrease in the quality of habitats and the density and structure of fish stocks, in particular Brown trout. The fish fauna of the sites sampled in the Upper Tua basin is composed of native species, considering populations of: 1) Brown trout (Salmo trutta), dominant or exclusive populations present in the small sampled streams; 2) Cyprinids: Northern chub (Squalius carolitertii), Northern straight-mouth nase (Pseudochondrostoma duriense), common barbel (Luciobarbus bocagei) and Calandino roach (Squalius alburnoides) and (3) Cobitids: in the case of Northern Iberian Spiny Loach (Cobitis calderoni). The biotic Management of S. trutta populations in NE Portugal (Douro basin): Analysis of habitat use and feeding strategies v integrity based on the F-IBIP showed that all the sampled sites had a GOOD or EXCELLENT classification. Regarding to the Salmo trutta populations, significant differences were detected in the physical condition of the fishes, taking into account the different watercourses. In fact, in the Mente river, the Brown trout indivuiduals have a low physical condition, when compared to the other rivers. Differences were also observed in the diet of the trout in the sampling sites, both intra and interpopulational, although the feeding strategies presented by this species, similarly to other studies, is typically microcarnivore with an opportunitic behavior. The obtained results for habitat use allowed to confirm the social hierarchy of these animals, since the best refuges (boulders, undercut banks) are colonized by adult trout, while juveniles were found in microhabitats of lower quality in riffle zones, and with lower degree cover. For the correct management of Brown trout populations in the Upper Tua, it is necessary the preservation of the actual ecological integrity status, in particular the priority habitats that should benefit of specific fishery management measures. Finally, it should be stressed that the management of any target species can only be successful if it is integrated into an ecosystem-wide strategy involving all groups of potential users and, in particular, find the right solutions to the sustinable combination of the exploitation and conservation of resources.
Durante a primavera/verão de 2017 foi avaliada a integridade ecológica de rios aptidão salmonícola (i.e. dominados por populações de truta) e mista (i.e. as populações de truta coabitam com ciprinídeos endémicos) da bacia hidrográfica do Alto Tua. Foram avaliados parâmetros abióticos (qualidade da água e dos habitats aquáticos e ribeirinhos) e bióticos (comunidade de macroinvertebrados) em 14 locais de amostragem selecionados e distribuídos por seis diferentes rios e ribeiras do Alto Tua. A amostragem das comunidades de peixes e invertebrados foi feita de acordo com o protocolo definido pela Agência Portuguesa do Ambiente. No que respeita à espécie alvo do estudo, a truta-de-rio (Salmo trutta L.) foram determinados: 1) Parâmetros populacionais 2) Guildas ecológicas 3) Índice F-IBIP e 4) Uso de recursos, nomeadamente a estratégia desenvolvida na alimentação e habitat. Os resultados obtidos permitiram verificar que, globalmente, os ecossistemas aquáticos possuem uma boa integridade ecológica, baseada na qualidade físico-química da água (e.g. valores baixos de temperatura, T< 20oC, condutividade, EC25< 80 μS.cm-1 e teor de sais dissolvidos TDS< 100 mg.L-1, elevada oxigenação O.D.> 8 mg.L-1) hidromorfológica (e.g. elevada sequência riffle/pool, diversidade de microhabitats e galerias ripícolas bem estruturadas) e biológica (e.g. comunidades de macroinvertebrados dominadas por organismos estenobiontes, maioritariamente pertencentes aos Ephemeroptera, Plecoptera, Trichoptera e Diptera). Todas as métricas (e.g. Diversidade H’ de Shannon-Wienner, riqueza taxonómica) e índices bióticos (e.g. IBMWP, IPtIN) calculados corroboram na boa qualidade ecológica encontrada. Foram, contudo, detetados alguns sinais de influência antropogénica, nomeadamente junto de pequenas mini-hídricas (e.g. T4, Rio Tuela, abaixo do Aproveitamento Hidroelétrico das Trutas), registando-se uma ligeira diminuição na qualidade de habitats e a densidade e estrutura das populações de peixes, nomeadamente de truta-de-rio. A fauna piscícola dos locais amostrados na bacia do Alto Tua está composta por espécies autóctones, caso de populações de 1) Truta-de-rio, dominante ou exclusivamente presentes nas ribeiras amostradas; 2) ciprinídeos, como o escalo-do-Norte (Squalius carolitertii), a boga-do-Douro (Pseudochondrostoma duriense), o barbo- Management of S. trutta populations in NE Portugal (Douro basin): Analysis of habitat use and feeding strategies vii comum (Luciobarbus bocagei) e o bordalo (Squalius alburnoides) e ainda 3) cobitídeos, caso do verdemã-do-norte (Cobitis calderoni). A integridade biótica baseada no F-IBIP mostrou que todos os locais amostrados possuem uma BOA ou EXCELENTE classificação. No que respeita às populações de Salmo trutta detetaram-se diferenças significativas na condição física dos peixes dos diferentes cursos de água, i.e. no rio Mente as trutas possuem uma menor condição física, quando comparada com os restantes rios. Foram também observadas diferenças na dieta das trutas nos rios amostrados, quer em termos intra como interpopulacionais, embora a alimentação da espécie , à semelhança doutros estudos, tenha apresentado um comportamento trófico tipicamente generalista e microcarnívoro. Os resultados obtidos relativamente ao uso do habitat permitiram confirmar a hierarquia social patente nestes animais, dada a colonização, dos melhores refúgios (blocos, margens escavadas) pelas trutas adultas, enquanto os alevins e juvenis foram encontrados nos microhabitats de menor qualidade, em zonas de riffle e com menor grau cobertura. Para a correta gestão das populações de truta-de-rio do Alto Tua é necessária a preservação do estado de integridade ecológica, nomeadamente os habitats prioritários que deverão beneficiar, à luz dos conhecimentos existentes de medidas específicas de ordenamento piscícola. Finalmente deve salientar-se que a gestão duma qualquer espécie-alvo só pode ter sucesso caso esteja integrada numa estratégia à escala ecossistémica, que envolva todos os grupos de potenciais utilizadores e muito em particular sejam encontradas soluções para a harmoniosa conjugação da exploração e conservação de recursos.
URI: http://hdl.handle.net/10198/14434
Designação: Mestrado em Recursos Florestais
Aparece nas colecções:GRF - Gestão de Recursos Florestais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Management...Halkhoums.pdf6,32 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.