Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/14269
Título: Solidão em idosos no concelho de Vila Pouca de Aguiar
Autor: Pereira, Paulo Augusto Fernandes
Orientador: Mata, Maria Augusta
Palavras-chave: Idoso
Transição para a velhice e solidão
Data de Defesa: 2017
Resumo: No sentido de conhecer a solidão percecionada pelos idosos do concelho de Vila Pouca de Aguiar, elaborou-se o presente estudo com os seguintes objetivos específicos: caraterizar a solidão percecionada por uma amostra de idosos; analisar a solidão percecionada por uma amostra de idosos em função das variáveis sociodemográficas e de ocupação dos tempos livres e descrever a solidão percecionada por uma amostra de idosos em função das variáveis clinicas e comportamentais. Trata-se de um estudo quantitativo de plano descritivo, correlacional e transversal, mediante uma amostra não probabilística acidental em que participaram 190 idosos, 85 do sexo masculino e 105 do sexo feminino, com idades compreendidas entre 65 e 97 anos, sendo a idade média de 74,68 anos. A recolha dos dados realizou-se entre junho e setembro de 2016 através de um questionário sociodemográfico, a escala de solidão da UCLA (Russel, 1988, adaptado por Neto, 1999), o Índice de Mahoney & Barthel (1965) e o Índice de Lawton & Brady (1969). Os principais resultados revelaram níveis de solidão baixos (média observada= 31,76 pontos; média teórica=45 pontos). Verificou-se existência de uma correlação negativa entre a solidão sentida pelos idosos e o desempenho das ABVD (r = -0,267; p<0,001) e uma correlação positiva entre o sentimento de solidão dos idosos e a realização das AIVD (r=0,418; p<0,001). Constatou-se também que a perceção do estado de saúde tem efeito na perceção da solidão. Os resultados obtidos apontam para a necessidade de intervenção junto desta camada da população no sentido da prevenção de situações de solidão.
With the aim of getting knowledge on the loneliness perceived by the elderly in Vila Pouca de Aguiar, this study was developed with the following specific objectives: to characterize the loneliness perceived by a sample of old people; to analyze the loneliness perceived by a sample of old people according to Sociodemographic and occupation of leisure time variables, and to describe the perceived loneliness by a sample of old people and describe the perceived loneliness according to clinical and behavioral variables. A descriptive, correlational and cross-sectional study was designed using an accidental non-probabilistic sample of 190 elderly, 85 men and 105 women, aged 65-97. Mean age of 74.68 years. Data were collected between June and September 2016 through a sociodemographic questionnaire, the UCLA loneliness scale (Russell, 1988, adapted by Neto, 1999), the Mahoney & Barthel Index (1965) and the Index of Lawton & Brady (1969). Results showed low levels of loneliness (average observed = 31.76 points, theoretical average = 45 points). There was a negative correlation between the loneliness their performance in BDLA (r = -0.267; p <0.001) and a positive correlation between the loneliness of the elderly and the IDLA (r = 0.418; P <0.001). It was also found that the self perception of health status effects the feeling of loneliness. Results point out the need of intervention with this population aiming the prevention of the loneliness.
URI: http://hdl.handle.net/10198/14269
Designação: Mestrado em Cuidados Continuados
Aparece nas colecções:CC - Cuidados Continuados

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese corrigida.pdf1,18 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.