Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/14178
Título: Controlo da actividade reprodutiva e inseminação artificial em ovelhas da raça Churra Galega Bragançana
Autor: Dendena, Marina Winter
Orientador: Valentim, Ramiro
Correia, Teresa Montenegro
Palavras-chave: Ovinos
Churra Galega Bragançana
Controlo reprodutivo
Inseminação artificial
Data de Defesa: 2017
Resumo: O maneio reprodutivo é extremamente importante, pois é a principal fonte de ingressos económicos. O controlo da actividade reprodutiva é essencial à organização e à gestão adequada de qualquer exploração animal, pois permite adequar os ciclos de nascimentos e de produção às exigências sazonais do mercado de produtos de origem animal e planificar da melhor o maneio alimentar, o maneio sanitário, a mão-de-obra, a ocupação dos espaços, entre outros. A inseminação artificial permite de forma sustentável aumentar rapidamente o valor genético dos animais. Neste trabalho realizou-se, primeiramente, uma breve revisão bibliográfica sobre a fisiologia da reprodução das ovelhas, os métodos de controlo da actividade reprodutiva, as principais análises seminais efectuadas e a inseminação artificial com sémen fresco e refrigerado e os efeitos de dois diluidores seminais – Andromed® e INRA 96® – sobre a fertilidade. Foram utilizadas 67 ovelhas adultas (2-8 anos) da raça autóctone portuguesa Churra Galega Bragançana. O ciclo éstrico de metade das ovelhas foi sincronizado com um tratamento curto de acetato de fluorgestona (FGA; 20 mg) e eCG (500 UI) e o da outra metade foi-o com um tratamento curto de acetato de acetato de medroxiprogesterona (60 mg) e eCG (500 UI). O sémen foi recolhido por vagina artificial e depois de avaliado foi diluído com Andromed® ou INRA 96® e preparado para ser inseminado fresco ou refrigerado. Cada dose seminal continha cerca de 200 x 106 espermatozóides. A inseminação artificial foi realizada cerca de 55+1 horas pós-administração de eCG. Procurou-se avaliar alguns dos parâmetros que condicionam o sucesso da inseminação artificial: inseminador, cor da mucosa da vagina, grau de lubrificação vaginal, tipo do oríficio (Os) cervical externo, local de deposição do sémen e se houve refluxo cervical. A deposição do sémen foi feita sempre o mais profunda possível, com o auxílio de fórceps vaginais, luzes LED, pistoletes Quicklock com baínhas (Minitüb). O dignóstico de gestação foi feito 40 dias pós inseminação artificial. Quando estudo teve início, a maioria das fêmeas estavam cíclicas. Os tratamentos progestagénicos curtos + eCG foram igualmente máximos. A IA às 55+1 horas produziu excelentes resultados. Quarenta dias pós-inseminação 85,1% das ovelhas estavam gestantes. Verificaram-se diferenças estatisticamente significativas entre inseminadores, na forma de conservação do sémen, no local de deposição do sémen, entre a forma de XIII Os cervical e a corrência ou não de refluxo cervical. Os diluidores usados não afectaram a taxa de fertilidade.
Reproduction management is highly important since it is the main source of money income. Reproduction control is essential to organize and manage every animal production, since it turns possible the adjustment between production and market demands and the best feed, health, labor and space use planning. Artificial insemination allows a fast and sustainable increase of animal genetic value. This thesis starts with a brief monography in ewes reproduction physiology, reproduction control methods, main semen analysis used, artificial insemination with fresh and cooled semen and the effects of two commercial extenders (Andromed® and INRA 96®) in fertility. Sixty-seven adult (2-8 years old) Portuguese Churra Galega Bragançana ewes were used in this study. Ovarian activity of half ewes was synchronized with a short-term treatment FGA (20 mg) + eCG (500 UI) and the other half with a short-term MAP (60 mg) + eCG (500 UI). Semen was collected with artificial vaginas. After been analyzed semen was diluted with Andromed® or INRA 96® and prepared to be inseminated fresh or cooled. Each seminal dose had 200 x 106 sperm cells. Artificial insemination was performed 55+1 hours after eCG administration. Different parameters effects (inseminator, vagina mucosa color, degree of vagina lubrication, external cervix Os form, sperm deposition local and cervical possible semen reflux) in fertility. Semen was deposited as deeper as possible in the cervix without damaging the mucosa wall, using vaginal forceps, LED lights, Quicklock guns and Minitüb sheaths. Pregnancy diagnosis was performed 40 days after artificial insemination. At the start of this study the majority of ewes were cycling. Both short-term progestogens and eCG treatments were absolute efficient. AI at 55+1 hours resulted in excellent fertility. Forty days after insemination, 85.1% of all ewes were pregnant. Significant statistical differences were found between inseminators, semen preservation, local of semen deposition, Os cervix form and cervical reflux in fertility. Extenders had no effect on fertility.
URI: http://hdl.handle.net/10198/14178
Designação: Mestrado em Tecnologias da Ciência Animal
Aparece nas colecções:TCA - Tecnologias da Ciência Animal

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
FINAL.pdf1,12 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.