Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Teses de Mestrado >
AGR - Agroecologia >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/1199

Título: Adaptação de cultivares de Inverno de colza às condições ecológicas de Trás-os-Montes
Autor: Ferreira, Isabel Alexandra de Queirós Morais
Orientador: Rodrigues, M.A.
Palavras-chave: Cultura da colza
Produção de biocombustíveis
Issue Date: 2009
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária
Citação: Ferreira, Isabel Alexandra de Queirós Morais - Adaptação de cultivares de Inverno de colza às condições ecológicas de Trás-os-Montes. Bragança: Instituto Politécnico, Escola Superior Agrária, 2009. Dissertação de Mestrado em Agroecologia
Resumo: A colza está a ser introduzida em Portugal para produção de biocombustiveis e, atendendo ao facto de poder ser cultivada no período Outono/Inverno, poderá apresentar vantagens comparativas relativamente ao Girassol, cultivado em ciclo de Primavera/Verão, devido ao melhor aproveitamento dos recursos hidricos, que são o principal factor limitante ao seu cultivo em sequeiro. Apesar da importância desta cultura noutros países com condições ecológicas "semelhantes" às nossas, esta cultura só agora está a ser introduzida no país para fins comerciais. Contudo, as empresas de produção de biocombustíveis estão a difundir a cultura sobretudo no Sul do país, onde as áreas potenciais de cultivo são mais atractivas. Trás-os-Montes pode, assim, ficar excluído do circuito de produção desta espécie. Com este trabalho pretende-se estudar a viabilidade desta cultura em Trás-os- Montes e divulgar adequadamente os resultados como forma de acelerar o seu cultivo também nesta região. Neste trabalho reportam-se resultados de um ensaio com colza onde se incluíram quatro cultivares (Lucia, Recital, Nelson e NK Ready) e três esquemas de fertilização azotada (fundo+cobertura) diferentes (0+50 kg N ha-1; 25+75 kg N ha-1; e 50+100 kg N ha-1). Procedeu-se também, durante a estação de crescimento, à determinação da intensidade da cor verde das plantas através do medidor SPAD-502. Foi ainda testada a tolerância à profundidade de sementeira de mais quatro cultivares híbridas (PR46W10, PR46W14, PR46W31 e PR45D01) num ensaio de germinação em vasos. O ensaio de campo decorreu em Bragança, na Quinta de Sta Apolónia, na estação de crescimento de 2007/08. A sementeira foi efectuada a 12 de Outubro. Durante a estação de crescimento foi monitorizado o estado nutritivo das plantas, registados os momentos chave da fenologia da planta e avaliada a produção de semente. O teor de nitratos nos pecíolos e os valores de clorofila SPAD nos limbos (determinados com o aparelho portátil SPAD-502) variaram significativamente com a dose de azoto e também com as cultivares. Apesar de apresentarem diferenças morfológicas evidentes, não ocorreram diferenças significativas na produção de semente entre cultivares nem entre esquemas de fertilização azotada. A produção média ultrapassou os 3000 kg ha-1 de semente. Aparentemente podem ser obtidas produções elevadas com doses moderadas de azoto. A estação de crescimento caracterizou-se por um período inicial (Outubro-Novembro) particularmente seco e um Inverno frio. Contudo, a cultura pareceu bem adaptada ao clima local, tendo atingido nas condições de ensaio produções médias que seria impensável obter com o girassol (a cultura oleaginosa que normalmente ocupa as áreas de sequeiro em Portugal juntamente com cereais de inverno). Os resultados confirmam todo o potencial da colza para ser incluída nas rotações de sequeiro, pelo menos do Norte do país. Oilseed rape is being introduced in Portugal for biofuels production. Considering that it can be grown during autumn/winter, this may have comparative advantages relatively to sunflower which is grown in the summer. A winter growing cycle allows for a better utilization of water resources, which are the main limiting factor for its cultivation in rainfed conditions. Despite the importance of this species in other countries with "similar" ecological conditions, oilseed rape is just only now being introduced in Portugal for commercial purposes. However, companies that produce biofuels are spreading the crop in the south, where the potential areas for cultivation are more attractive. Trás-os-Montes can, thus, be excluded from oilseed rape production. This work aims to study the feasibility of this crop in Trás-os-Montes and adequately disclose the results as a way to speed up its cultivation in this region. This work report the results of a field trial which included four oilseed rape cultivars (Lucia, Recital, Nelson and NK Ready) and three different rates of nitrogen fertilization (basal + topdressing) (0 +50 kg N ha-1, 25 + 75 kg N ha-1, and 50 +100 kg N ha-1). During the growing season the greenness of the leaves was determined by using a SPAD-502 chlorophyll meter. A germination trial was also carried out to test four different sowing depths which included also four new cultivars: PR46W10, PR46W14, PR46W31 and PR45D01. The field experiment was carried out at Quinta de Sta Apolónia in Bragança in the growing season of 2007/08. The crop was sown on October 12. During the growing season the nutritional status of plants was monitored by measuring petiole nitrate concentration. The key steps of the phonological development were also recorded as well as the seed yield. Petiole nitrate concentration and SPAD readings varied significantly with the nitrogen rate and cultivars. Despite the clear morphological differences, there were no significant differences in seed production neither among cultivars nor among nitrogen rates. The average production was over 3000 kg seed ha-1 in all plots. It seems that high yields can be obtained with moderate nitrogen rates. The growing season was characterized by an initial period (October-November) particularly cold and dry. However, the crop was well adapted to local climate and reached yields that would be unthinkable to get with sunflower (the oilseed crop that normally occupies the rainfed areas in Portugal in rotation with winter cereals). The results showed that oilseed rape has a great potential to be included in rainfed rotations, at least in the north of the country.
URI: http://hdl.handle.net/10198/1199
Appears in Collections:AGR - Agroecologia

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Isabel Final.pdf597,97 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE