Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/11952
Título: A diretiva 2013/34/U.E.: principais alterações e previsíveis impactos da sua transposição
Autor: Carvalho, Carla Sofia Teixeira Morais de
Orientador: Pires, Amélia M.M.
Palavras-chave: Diretiva 2013/34/U.E.
Harmonização contabilística
Nova diretiva da contabilidade
PME
Diretivas comunitárias
Data de Defesa: 2015
Resumo: O presente estudo apresenta como objetivo geral desenvolver uma análise crítica das alterações introduzidas pela Diretiva 2013/34/U.E. a partir da identificação das principais diferenças nela preconizadas e as até agora prescritas e antecipar os expectáveis impactos dessas alterações ao nível da preparação e divulgação da informação financeira em Portugal. Pretende, por essa via, identificar as principais implicações da transposição da referida Diretiva na profissão de Técnico Oficial de Contas (TOC) e na envolvente (empresa), nomeadamente no que respeita aos custos administrativos a suportar pelas empresas com a preparação da informação financeira e no plano social. Para dar resposta aos principais objetivos do estudo e às hipóteses formuladas foi aplicado um inquérito por questionário a TOC nos distritos de Vila Real e Bragança. Para o tratamento dos dados recorreu-se à análise estatística descritiva exploratória, univariada e bivariada, e à análise inferencial. Os resultados obtidos permitiram concluir, por um lado, que a transposição da nova Diretiva implica maior responsabilidade para o TOC e que vai continuar a exigir o máximo da profissão de contabilista (TOC) e, por outro, que descuida conceitos oriundos das normas internacionais, abrindo um enorme espaço de manobra ao exercício de opções por parte dos Estados Membros (EM), que a simplificação que se pretende introduzir com a preparação e divulgação de informação de caráter obrigatório, nomeadamente para as pequenas empresas, implicará uma redução no padrão de qualidade da informação financeira a produzir por estas empresas, ou seja, que a nova Diretiva privilegia a redução dos encargos das empresas em detrimento da qualidade da informação. Conclui-se, ainda, pela existência de uma correlação positiva e direta entre a variável implicações na profissão de TOC com a transposição da nova Diretiva e a variável previsíveis impactos na envolvente (empresa) decorrentes da transposição da nova Diretiva.
El presente estudio tiene como objetivo principal proceder al desarrollo de un análisis crítico de los cambios introducidos por la Directiva 2013/34/U.E. con base en la identificación de las principales diferencias que defiende e las hasta ahora prescritas y anticipar los impactos esperados de estos cambios en términos de la preparación y difusión de la información financiera en Portugal. Tiene la intención, a través de identificar las principales implicaciones de la transposición de la Directiva en la profesión contable (TOC) y el entorno (de la empresa), en particular en lo que respecta a los gastos administrativos incurridos por las empresas con la preparación de la información financiera y en el plan social. Para cumplir con los principales objetivos del estudio y las hipótesis formuladas, se aplicó un cuestionario a los TOC en los distritos de Vila Real y Bragança. Para el tratamiento de los datos recurrimos a testes estadísticos univariados y bivariados, a estadística descriptiva y al análisis inferencial. Los resultados mostraron, en primer lugar, que la transposición de la nueva Directiva implica una mayor responsabilidad para el TOC y que seguirá exigiendo el máximo de la profesión contable (TOC) y, en segundo lugar, que deja de lado los conceptos derivados de las normas internacionales, ofrece un gran margen de maniobra para el ejercicio de las opciones por parte de los Estados Miembros (EM) e que la simplificación que presenta para la preparación y divulgación de la información obligatoria, en particular para las pequeñas empresas, significa una reducción en la calidad de la información financiera a producir por estas empresas, es decir, que la nueva Directiva se centra en la reducción de la carga para las empresas subestimando la calidad de la información. Además, se llegó a la conclusión de que existe una correlación positiva y directa entre las variables implicaciones en la profesión del TOC con la transposición de la nueva Directiva y los impactos probables en la envolvente (ahora) como resultado de la transposición de la nueva Directiva.
This study has as main objective to develop a critical analysis of the changes introduced by Directive 2013/34/U.E. starting from the identification of the main differences and recommended it until now required with and anticipate the expected impacts of these changes at the level the preparation and dissemination of financial information in Portugal. Aims to through this identify the main implications of the transposition of the Directive in the oficial accountant (TOC) and the surrounding (company), in particular with respect to the administrative costs incurred by companies with the preparation of the financial information and on a social level. To respond to the main objectives of the study and the hypotheses formulated was applied a questionnaire to TOC in the districts of Vila Real and Bragança. For the data processing we used the exploratory univariate and bivariate and inferential analysis descriptive statistics. The results allowed to conclude that the transposition of the new Directive requires greater responsibility for TOC and that will continue to require the maximum of the oficial accountant (TOC) and neglecting concepts derived from international accounting standards, opening a huge leeway to exercise options by the Member States (EM), the simplification to be introduced to the preparation and disclosure of information compulsory, particularly small businesses, will mean a reduction in the quality of financial information produced by these companies, ie, that the new Directive focuses on reducing the burden on businesses at the expense of quality information. Also it is concluded that there is a positive and direct correlation between the variable implications in the profession of TOC with the transposition of the new Directive and the likely impacts in the surround (now) resulting the transposition of the new Directive.
URI: http://hdl.handle.net/10198/11952
Designação: Mestrado em Contabilidade e Finanças
Aparece nas colecções:CF - Contabilidade e Finanças

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Carla Sofia Teixeira Morais de Carvalho.pdf887,69 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.