Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/10337
Título: O impacto das alterações do nível de risco de crédito nas yields das obrigações do tesouro
Autor: Tavares, Leinivy Florenço Soares
Orientador: Monte, Ana Paula
Mouta, Helena
Palavras-chave: Rating soberano
Yields
Obrigações do tesouro
Data de Defesa: 2014
Citação: Tavares, Leinivy Florenço Soares (2014) - O impacto das alterações do nível de risco de crédito nas yields das obrigações do tesouro. Bragança: Instituto Politécnico - Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Dissertação de Mestrado em Contabilidade e Finanças
Resumo: Ao longo dos últimos anos, a realidade portuguesa e de muitos outros países europeus ficou marcada por períodos de grande instabilidade económica e financeira. Uma das importantes lições evidenciadas durante os períodos da crise que marcou a economia europeia e não só, é a importância do bom funcionamento dos mercados financeiros para o desenvolvimento e sustentabilidade de qualquer economia. As agências de rating que, pela sua essência, deveriam fomentar o bom funcionamento dos mercados, acabaram por ser das mais acusadas pela instabilidade dos mercados a que se assistiu no seguimento da crise. O presente estudo, foi proposto no sentido de analisar empiricamente a existência de influência das alterações de rating soberano do Estado português atribuído pelas três principais agências internacionais de rating (Moody’s, S&P e Fitch) no desempenho das yields das obrigações do tesouro português a médio/longo prazo (a 2, 5 e a 10 anos) no período compreendido entre fevereiro de 2003 e maio de 2012. Através da estimação dos modelos de regressão linear simples e múltipla, pelo método dos mínimos quadrados e aplicação do teste de Chow, as evidências estatísticas encontradas mostram que as alterações dos níveis de rating soberano influenciam de forma negativa e significativa o desempenho das yields das obrigações do tesouro de todas as maturidades e que esta influência é maior após a crise da dívida soberana do que antes. Os resultados obtidos, mostram também que o impacto das alterações dos níveis de rating soberano nas yields das obrigações aumenta com a perda de investment grade.
En los últimos años la realidad portuguesa, y la de muchos otros países europeos, se ha caracterizado por períodos de gran inestabilidad económica y financiera. Una de las lecciones importantes que destacaron durante los períodos de crisis que marcaron la economía europea, y no sólo, es la importancia del buen funcionamiento de los mercados financieros para el desarrollo y la sostenibilidad de cualquier economía. Las agencias de rating que, por su esencia, deben promover el funcionamiento eficiente de los mercados, fueron acusadas de la inestabilidad de los mercados a los que hemos sido testigos en la estela de la crisis. Este estudio se propuso con el fin de analizar empíricamente la existencia de influencia de los cambios a lo rating soberano del Estado portugués asignado por las tres principales agencias internacionales de rating (Moody, S&P y Fitch) en el desempeño de las yields de bonos de tesoro portugués de mediano a largo plazo (2, 5 y 10 años) en el período comprendido entre febrero de 2003 y mayo de 2012. A través de la estimación de los modelos mediante regresión lineal simple y múltiple por el método de los mínimos cuadrados y la aplicación de la prueba de Chow, la evidencia estadística muestra que los cambios en los niveles de rating soberano afectan negativamente y significativamente las yields los bonos de tesoro de todos los plazos y que esta influencia es mayor después de la crisis de la deuda soberana que antes. Los resultados también muestran que el impacto de los cambios en los niveles de rating soberano en las yields de los bonos aumenta con la pérdida de investment grade.
Over the past few years, the Portuguese reality, as well as that of many European countries, has been marked by periods of great economic and financial instability. One important lesson to be learned from the crisis that has so influenced the European economy (as well as many others) is how important the proper operation of the financial markets is in insuring the development and sustainability of any economy. The rating agencies which, in essence, should contribute to the markets’ proper operation, are instead among those accused of taking part in the instability that followed the crisis. This work was proposed in order to analyse empirically the influence of the changes in the Portuguese sovereign debt rating, as attributed by the three main international rating agencies (Moody’s, S&P e Fitch) in the performance of mid to long-term treasury bond yields (2, 5 and 10 years) over the period between February 2003 and May 2012. Using simple and multiple linear regression models, estimated through the ordinary least squares method, and through the application of Chow’s test the statistical evidence shows that the changes in sovereign debt rating have a negative and significant impact on the performance of treasury bond yields for all maturities studied and this influence is higher for the period after the sovereign debt crisis. The results also show that the impact of changes in sovereign debt rating increases with the loss of investment grade status.
URI: http://hdl.handle.net/10198/10337
Designação: Mestrado em Contabilidade e Finanças
Aparece nas colecções:CF - Contabilidade e Finanças

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Leinivy Florenço Soares Tavares.pdf932,54 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.