Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7253
Title: Avifauna e uso da terra: o caso do Parque Natural de Montesinho
Authors: Castro, José
Reino, L.
Gómez Sal, Antonio
Keywords: Avifauna
Correlações canónicas
Parque Natural de Montesinho
Issue Date: 1997
Publisher: Sociedade Portuguesa de Ecologia
Citation: Castro, José; Reino, L.; Gómez Sal, Antonio (1997) - Avifauna e uso da terra: o caso do Parque Natural de Montesinho. In 2º Encontro Nacional de Ecologia. Coimbra
Abstract: Apresenta-se uma possível utilização da informação dos atlas de avifauna como instrumentos de apoio à gestão de áreas de alta diversidade biológica. O atlas de avifauna do Parque Natural de Montesinho recolhe a informação relativa a um total de 119 espécies, de aves referenciadas, em 48 quadrículas de 5 por 5 quilómetros. A relação entre a avifauna e os sistemas de utilização da terra que a sustenta estimou-se por correlações canónicas (CCA - ter Braak, 1986). Uma análise de classificação (TWINSPAN- Hill, 1979) permitiu discriminar os sectores representativos do PNM. A amplitude de nicho das espécies em relação aos usos da terra, assim como a sua capacidade descritiva e discriminante, avaliam-se, mediante índices de informação (Shannon e Weaver, 1949). Os três eixos gerados pelas CCA avaliaram em 0,594, 0,689 e 0,633 a correlação (Kendall) da avifauna e os usos da terra considerados. Os seus resultados classificam o território do PNM em duas grandes unidades separadas pelo Rio Sabor, o sector ocidental evidencia gradientes climáticos e o oriental gradientes fisiográficos. São fundamentalmente passariformes residentes e biogeografia paleártica (Alauda arvensis, Pica pica, Passer montanus, etc.) as espécies mais envolvidas na dinâmica do território, apresentando os mais elevados valores de entropia. Os usos da terra apresentam distintas relações com o valor informativo das variáveis avifaunísticas. Destacam-se as relações positivas com os secadais, soutos e carvalhais, as neutras com as culturas de regadio e as negativas com os pinhais. A preponderância dos passeriformes residentes na discriminação do território destaca a escala de trabalho, para as quais o uso da terra têm uma importância acrescida na determinação do habitat dessas espécies. As relações com o uso da terra parecem manifestar uma adaptação da avifauna aos sistemas agrários tradicionais ( dos carvalhais aos lameiros e soutos), o que não ocorrerá em relação às formas mais modernas de utilização da terra (regadio e pinhais).
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/7253
Appears in Collections:ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
coimbra97.pdf796,31 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.