Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/6601
Título: 5 - O pensamento económico de Lord Keynes: 50 anos da teoria geral-1936/1986
Autor: Cepeda, Francisco J.T.
Data: 1986
Editora: Instituto Politécnico de Bragança
Citação: Cepeda, Francisco J.T. (1986) - O pensamento económico de Lord Keynes: 50 anos da teoria geral-1936/1986. Bragança: Instituto Politécnico.
Resumo: Quando, em 1936, John Maynard Keynes publicou a Teoria Geral do Emprego, do Juro e da Moeda a teoria clássica foi confrontada com novas ideias que punham em causa as traves mestras de tal teoria. Os efeitos imediatos surgidos com a divulgação da Teoria Geral ultrapassaram, em muito, aqueles em que o próprio Keynes acreditava firmemente. Numa carta enviada a Bernard Shaw, escrevia Keynes em 1935 (1): Para compreender o meu estado de espírito terá de recordar que eu acredito estar a escrever um livro de teoria económica que irá alterar totalmente - embora não imediatamente, mas sim nos próximos dez anos- o modo como as pessoas analisam as questões económicas[ ... ] não posso esperar que você ou qualquer pessoa acredite nisto, na fase actual em que o livro está. Mas, quanto a mim, mais do que esperar que isso aconteça, já tenho a certeza de que será esse o resultado. Não foram necessários muitos meses para que a Teoria Geral revolucionasse a forma de ver e interpretar as questões económicas, rompendo em definitivo com a famosa Lei dos Mercados de J. B. Say e, concomitantemente, com um dos postulados fundamentais da Ciência Económica ortodoxa nos períodos clássico e neo-clássico - o do equilíbrio económico automático.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/6601
Aparece nas colecções:Série Estudos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
pensam-econ-lord-keyn.pdf16,98 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.